Comentários do Cachecol - Sekai Oni

Um mangá meio louco, meio pervertido e deveras doentio, porém que toda semana eu não sei como, consigo trazer pra vocês minha analise.

Medium - Uma Nova Plataforma

Uma postagem só para explicar uma plataforma que encontrei e no momento estou focado publicar os textos que escrevo aqui.

Primeiras Impressões e Comentários Finais das Temp. de Animes

Meus Comentáris Gerais, Minhas Primeiras Impressões e Impressões Finais Sobre os Animes da Temporada do Ano

Processo Criativo

Como, Quando, Onde e o Motivo para cada texto novo surgi no Blog. Decidir comentar como é o meu processo criativo

Divisão de Ambições

Um texto na qual eu digo como a minha vida e minhas tarefas conseguem fluir tão bem, como eu comecei a parar pra ver o que tenho que fazer e dar a devida prioridade no devido tempo

16 de jan de 2018

Aberturas de Animes são Viciantes


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde ensolaradamente quente (inventei uma palavra?) Trazendo hoje mais um texto para o blog, pra conversamos sobre algo que creio eu não só eu que curto

Se tem algo no youtube que me faz perde o dia todo assistindo vídeos e mais vídeos é ou the voice ou abertura de anime, que de certa forma ambos se conectam né. Eu sou muito fã de abertura de anime, muitos animes eu comecei assistir graças a sua abertura, além de várias bandas japonesas que ganharam meu respeito por uma abertura aqui e um encerramento ali. 

Sempre que tenho que fazer a postagem de melhores da temporada, vou no youtube refrescar minha memória com algumas aberturas, ver qual é a melhor ou pior, as vezes consigo assistir todas aberturas sem pausar o vídeo, outras vezes (que é basicamente sempre) eu pauso vídeo, pego nome da abertura e vou ouvir ela na sua versão completa, não satisfeito vou atrás da banda que cantou pra ver se consigo uma versão em live, não satisfeito ainda se eu gostar muito da música eu salvo nos favoritos do navegador e vou atrás de toda as músicas já tocadas pela banda, foi assim com Aquatimez, UVERworld, L’Arc-en-Ciel entre muitas outras.

Vou contar pra vocês que não sei o motivo pra curti tanto assim essas músicas, talvez no começo eu curtia bastante toda animação da abertura, eu tentava pegar o frame perfeito pra saber alguma coisa que poderia acontecer no anime, pois antigamente aberturas faziam isso direto, enchia de spoiler em cada temporada. Mas ai tempo foi passando e eu fui parando de prestar atenção na animação e focando mais na letra de cada música e com isso todo aquele processo que eu falei ali em cima de ir atrás da música, banda e tudo mais, agora também incluía caçar à musica completa legendada pra saber se a letra era tão bonita como parecia ser. Não vou mentir que não me arrependo de nenhuma abertura que fui atrás, parece que as letras sempre são bem trabalhadas e colocadas em cada momento da animação. Mesmo não prestando atenção nas animação não posso mentir que elas estão sendo muito bem trabalhadas. 

Um outro motivo que também me faz curti muito algumas aberturas e até encerramentos é que eles incentivam você a fazer algo. Quando começo ouvir uma abertura mesmo não sabendo tocar nenhum instrumento eu começo a ficar com vontade de tentar, foi o que eu fiz com flauta doce que de vez enquanto eu tento algo. É o que eu irei fazer agora com teclado (musical, vocês entenderam) que tem um acervo gigantesco de músicas originais dele e até outras que podem ser colocadas em seu estilo. Que também é algo que me deixa intrigado e interessado por esse mundo das músicas japonesas, como esse povo tem talento hein, como as músicas parecem terem sido escritas por pessoas sérias e com bastante experiência de vida, ai você ver que o cara só tem 25 anos, que escreveu, canta e toca toda ela com olho fechado. Como não respeitar e nem se inspirar em alguém assim?

Aberturas de anime talvez é um dos pontos fortes de cada anime, pra quem tem mania de pular elas eu recomendo apreciar cada segundo da música tocada e ir atrás de quem canta pra se apaixonar por eles, pois sempre acontece isso. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


10 de jan de 2018

Felipe Neto e os Animes


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde extremamente abafada que quando passa um vento eu prefiro ir pro sol pois até o vento está quente. Trazendo hoje mais um texto para o blog, pra conversamos sobre uma pequena confusão que anda acontecendo no youtube / twitter 

Lá vou eu comentar sobre algo que tem tudo pra dá errado... Sim eu irei comentar sobre o Felipe Neto, porém não irie chutar a cara dele e dá uma de revoltado como boa parte dos otakus estão fazendo, também não pretendo defender o cara pois muita coisa ali ficou muito de fora e talvez o pré-conceito acabou atrapalhando o julgamento do senhor netinho. 

Quando eu comecei no mundo dos animes, todo tipo de voz era algo novo e meio agoniante pra mim, eu demorei muito pra entender a língua e toda dublagem japonesas, algumas vozes eram irritantes e outras eu nem se quer conseguia discerni de grunhido ou palavra. Só que com um tempo eu comecei a entender o universo japonês e toda sua cultura e claro comecei a respeitar muito as dublagens. Tal coisa que não aconteceu com Felipe, ele mesmo disse que não consegue entender a voz original dos personagens, talvez isso deixe claro que os animes que ele possivelmente assistiu foram todos em português, então eu nesse caso, consigo entender o sentimento de estranheza por parte dele. 

Só que ainda assim ele vacilou bastante, pois querendo ou não muitas dubladoras tem sim voz femininas e infantis, aquelas vozes que parecem de criança, também não tem como negar que se a personagem caiu a dubladora que já possui a tal voz infantil vai fazer um gemido de dor, então esse argumento de que todas as vozes femininas são de crianças gemendo talvez é meio incoerente com o que está passado na tela, mas ao mesmo tempo se mudar esse gemido de dor por causa de uma queda e botar em uma cena de hentai encaixa perfeitamente por isso há pontos furados em uma defesa ou ataque pra cima do argumento do Felipe Neto. Só que também nem todos os animes são assim, calhou do youtube só mostrar pra ele vídeos com esses tipos de anime. 

Agora vem a parte que eu defendo dele, ou melhor, o ponto de vista dele, como um otaku que não é mais aquele cego que aceita tudo, hoje em dia eu ando bem rígido sobre muitas coisas, como por exemplo a sexualização (palavra complica hein) das crianças dos animes. Sim, não podemos mentir e nem negar que tal coisa de fato acontece, e eu nem irei comentar sobre sexualizar as mulheres pois isso é algo que já se tornou aceitável na indústria, não adianta fazer barraco por isso, pois animes ecchis e hentais estão lotados disso, o mundo abraçou essa causa. Já crianças é um buraco mais fundo e horrível, pois enquanto pelo menos pra mim o mundo todo não aceita tal coisa, os japoneses usam e abusam de crianças em suas obras, só jogar “lolis” no google que você vai encontrar uma enxurrada de imagens e vídeos de personagens com corpo ainda em desenvolvimento fazendo gestos e poses totalmente contrários a sua idade.

Antigamente eu até aceitava ver alguns animes que coloca lolis nesses tipos de cenas que eu comentei, já hoje eu acho alto tão errado e nojento que não encaixa na situação, nada contra quem gosta (só acho que deve conversa com um médico, lolis em ecchi não é normal). Entendem agora o julgamento do Felipe nesse sentindo? Pra mim ele julgou esse hobby dos japoneses de apreciar obras que possuem crianças em cenas adultas, que dubladoras gemendo com voz de criança é algo doentio se na cena em questão não deve acontecer isso, já que até uma criança de 6 anos consegue diferenciar gemido de dor e de prazer, hoje em dia tudo é fácil de se diferenciar.

Claro que generalizar tudo também não é correto como ele fez, por isso não me simpatizo com todas as suas palavras, mesmo em teoria imaginando que ele quis criticar esse lado da indústria de animes. Resumo final dessa trama, Felipe Neto está errado por generalizar e falar com tanto desprezo em certos momentos, no entanto ele também está certo por criticar esse lado da indústria de animes, que seria muito bobo da minha parte imaginar que ele não quis usar isso no seu argumento e tudo não passa de teoria da minha cabeça. 

Então isso é tudo pessoal

Obrigado por estar no meu blog
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


8 de jan de 2018

Voltando a Realidade


Aloha Família. Cachecol aqui de volta a minha casa, nessa noite abafada e estrelada como sempre. Trazendo hoje mais um texto para o blog, hoje meus amigos pra conversamos sobre a minha volta, minha realidade que tanto amo e odeio.

Sim meus amigos, cá estamos nós em 2018 em mais um ano de altas loucuras (parece sensação da tarde). Hoje meus amigos iremos conversa sobre como voltar à rotina é algo tão ruim pra quem ficou alguns dias fora dela e como você fica pelo menos uma semana suspirando pelos dias felizes que acabaram. 

Localizando melhor a pessoa que acabou de chegar na história. Final do ano passado eu cheguei a comentar aqui que eu iria viajar e ficar fora uma semana, uma semana sem blog, animes, mangás e todas as coisas do gênero, só iria acompanhar seriado, pois eu iria viajar pra casa da minha noiva e lá netflix é a coisa mais usada. Dito isso no dia primeiro desde maravilhoso ano que começou eu viajei para descansar o máximo possível, sendo assim, fugir da realidade maçante que eu vivo. 

Pra quem todos os dias segue uma agenda, escreve pro blog, trabalha e faz tarefas de casa como um robô, ficar uma semana sem isso é algo bem anormal e de quebra, ainda viajar pra outro canto do estado melhor ainda. Eu moro no interior do Rio de Janeiro, nessa semana que fiquei longe eu fui para Região dos Lagos pra aproveitar o sol e praia (mesmo não sabendo nadar e não curtindo ficar “bronzeado”), meus amigos que coisa maravilhosa, que semana simplesmente abençoada eu achei que estava no paraíso, até chegar dia cinco e eu ter que volta. 

Uma semana aproveitando com a noiva, maratonando seriados e conhecendo vários pontos turísticos da cidade valeram a pena por todo esse ano que começou, pois cá estou eu na minha realidade novamente, hoje segunda-feira, já acordei completando as tarefas desse ano e me preparando para uma possível catástrofe na minha agenda, pois eu fiquei uma semana parado e algumas coisas desandaram, isso é o lado ruim da realidade, o que você joga pro alto pra aproveitar em uma semana, na outra você tem que fazer tudo em dobro, mas não podemos desistir né. 

De volta a realidade, de volta a rotina maçante e que eu até gosto bastante, voltando pro blog e preparando as postagens pra não deixar o blog cair, pois esse ano pretendo ser tão mais presente aqui como fui no ano passado. Um ótimo começo de 2018 para todos nós e que por mais que estejamos lotados de animes pra assistir, não pensemos em desistir em um nenhum momento. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por está no blog.
E pra você que estar lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


3 de jan de 2018

Melhoras da Temporada - Outubro - 2017


Aloha Família. Cachecol aqui nesta manhã que não faço ideia de como está pois estou viajando, trazendo hoje mais um texto para o blog, hoje pra falarmos dos melhores da temporada de Outubro, o que eu decidir colocar para cada categoria que sempre uma some, outra aparece... Vocês já acostumaram com isso.

Melhor Abertura – Nimensei Uraomote Life - Aimi Tanaka – Himouto Umaru – chan R


Essa temporada teve bastante rock, vários animes de ação e slice of life colocaram alguns rocks bem pesados como tema de abertura ou encerramento. Achei bem da hora isso, só que Umaru trouxe o melhor estilo de abertura que já vi.

Melhor Encerramento – Hikari, Hikari – Yuuka Aisaka – Net-juu no Susume

Sabe aquelas músicas chicletes e que são boas? É o que temos em Hikari, Hikari, uma música gostosa de se ouvir e que você pega muito rápido a letra, antes de ver eu já estava cantando o encerramento de Net-juu no Susume.

Melhor Estúdio – Lerche

Pelo trabalho excelente que ele teve com o anime Konohana Kitan, nessa temporada eu considero ele como o melhor estúdio. Já calando a boca de quem pensa em falar que anime slice of life é fácil de animar pois só tem cenas paradas, vá assistir esse anime e veja a obra de arte que o estúdio Lerche consegue fazer.

Melhor Adaptação – Inuyashiki 

Eu tive que ler o mangá pra saber se realmente acontecia no mangá o que aconteceu no anime, primeiro tenho que compartilhar que meus amigos o estúdio MAPPA e o Diretor deram uma rushada enorme na história, no entanto não vou mentir, de fato tudo realmente acontece, uma adaptação fiel a obra original.

Melhor Enredo – Kujira No Kora Wa Sajou Ni Utau

Um anime que estava batendo de frente com Kujira era o anime Kino No Tabi que tem um enredo incrível. Só que em Kujira tivemos um mistério e como eu amo mistério, quase tanto como amo um slice of life. Ai não deu, eu me prendi ao anime pra valer e tinha que acompanhar o fim daquela trama. Que pelo menos pra mim terminou muito bem, deixou bem aberto criando aquele gancho pra uma segunda temporada. 

Melhor Episódio – 10 – Kino No Tabi: The Beautiful World

Essa categoria é a que mais me deixa centrado em cada episódio de cada anime da temporada, pois é o melhor episódio da temporada... E pra mim o melhor da temporada foi o episódio 10 de Kino No Tabi. Que em seu anime todo episódio a protagonista visita um país diferente, só que no episódio 10 o país que ela visita é tão gentil com ela que acaba fazendo ela querer passar mais tempo do que deveria, e descobrimos que ela não pode passar pois algo acontece com aquele país, foi um episódio bem leve só que com um final bem pesado e eu adoro esse tipo de plot twist em animes. 

Anime Preferido – Juuni Taisen

Não só foi o meu anime preferido, como teve um dos melhores finais de anime que já pude imaginar ver.  Foi um anime que até seu episódio 6 todo mundo estava acertando a morte de cada personagem, porém depois que o enredo entra no trilho pra valer ai percebemos o que Juuni Taisen poderia nos mostrar ser e como o anime evoluiu, como certos personagens evoluíram do começo ao fim do anime, claro que muitos morreram e com isso os que evoluíram já são alguma coisa. Em seu todo, um anime excelente, roteiro, animação, dublagem, ambientação... Tudo nesse anime é bom. 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Então isso é tudo pessoal

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


1 de jan de 2018

Obrigado 2017 + Feliz Ano Novo


Aloha Família. Cachecol aqui nesta madrugada de virada de ano, trazendo mais um texto para o blog, enquanto eu não desmaio de sono e de tanto ter comido. Agora uma rápida conversa sobre o fim de 2017 e o começo de 2018

Sim meus amigos, 2017 acabou de acabar, mais um ano se passou e cá estamos nós firmes e fortes (ou pelo menos tentando) pra mais um ano de vida. Não posso fingir que o ano de 2017 foi o melhor de todos, e que vivemos uma paz maravilhosa e não tivemos tragédias pois isso aconteceu bastante nesse ano, no entanto se parar pra ver todo ano temos várias e mesmo assim estamos comemorando no fim, eu vi muita gente dizendo que 2017 foi horrível pelas grandes perdas e novos tipos estranhos de pensamentos surgindo na cabeça da galera, porém como acabei de falar é só parar pra ver as diversas retrospectivas e você vai ver que nada é novidade e que todo ano é igual. 

Mesmo que 2017 tenha sido um ano ruim em geral para todo mundo, não posso deixar de lado que adorei esse ano que passou, muita coisa boa aconteceu na minha vida e nos meus projetos, passei por muitos desafios que nunca se quer imaginei passar e todos eles tirei de letras (alguns foram fáceis até demais). Descobri uma nova área no lado profissionalizante que eu gostei, ingressei em uma escola técnica, minha estante de livros deu uma aumentada, as línguas que estou apreendendo foram bem mais aprimoradas, cada dia que passa me vejo mais apaixonando pela minha noiva e hoje mesmo com uma distância eu me sinto mais feliz por saber que ela do outro lado do Rio de Janeiro está estudando o tanto quanto eu pra ter um futuro melhor. 

Então sim, 2017 foi um ano maravilhoso para mim, tive alguns momentos complicados mais na sua grande maioria foi perfeito. E eu espero que o seu tenha sido assim também, mesmo com complicações pois isso é normal para qualquer pessoa, não podemos desistir de um ano inteiro por causa de uma semana, se o seu 2017 foi ruim, respire fundo pois 2018 está ai e esse sim vai ser melhor, mesmo com complicações temos que ter fé que vai ser o melhor ano de nossas vidas, e só quem pode fazer isso é você, só quem deve determina se o ano é bom ou ruim é você e ponto final. Crie projetos e agilize ideias malucas, se dedique aprender um novo hobby e ficar apaixonado por ele, converse mais com outras pessoas, ou seja, tente viver mais.

Nessa madrugada gelada e morrendo de sono eu desejo a todos vocês um maravilhoso e esplendido 2018. Já separei minhas roupas e preparei minha mala pra uma semana de viagem, pois a melhor maneira de começar um ano bem é começar relaxando bastante, 2017 trabalhei que nem um maluco, sendo assim eu mereço um pouquinho de descanso nesse começo de 2018. Se vocês assim como eu também passaram por isso, vamos relaxar pelo menos uma semana e depois voltar com tudo em cima ok? OK. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


31 de dez de 2017

Dropados da Temporada de Outubro - 2017



Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde nublada e fria, trazendo mais um texto para o blog, pra falarmos sobre os animes que acabei dropando nessa temporada de outubro 2017, temporada estar acabando agora e eu acho bem justo eu comentar os motivos pra desistir de alguns animes que essa temporada trouxe. 

Code: Realize: Sousei no Himegimi: Não vou mentir que já comecei assistindo esse anime já sabendo que seria aquele harém inverso, que a protagonista seria um brilho nos olhos de todos os homens da série, no entanto não achei que seria tão agoniante assim em cada episódio, a garota até tem um potencial só que é suprido pelos garotos que fazem tudo. Falaram que teve um final fechado e bonitinho mas eu me recuso pra valer em assistir esse anime, pra mim ele falhou com a proposta que venho querendo trazer.

Dies Irae: Eu fui até o episódio 8 com esse anime, depois de tão longe eu parei e vi que eu não estava entendendo nada. Depois de 8 episódios eu estava mais perdido do que no seu primeiro episódio, única coisa que me prendia era as lutas e algumas cenas aleatórias, já o enredo em si estava bem zoado pelo menos ao meu ver, ou eu que fui muito burro e não peguei os momentos certos do anime.

Houseki no Kuni: Um anime muito bonito, porém eu não conseguia me conectar por nada no anime, talvez por eu não está tão acostumado com esse tipo de animação eu devo ter me visto perdido em cada episódio. As coisas estavam bem estranha pra mim, eu não sabia o que espera dos episódios e aquela vontade de assistir caiu por completo por terra, ai eu fui enrolando e quando vi já tinha dropado o anime.

Shoujo Shuumatsu Ryokou: Eu adoro slice of life já falei aqui várias vezes que é o meu estilo preferido de anime, só que, nesse anime esse lado slice of life é muito puxado e acabou transformando o anime é algo bem parado, as coisas simplesmente não aconteciam nos episódios, um episódio inteiro de duas personagens conversando coisas aleatórias e seguindo um caminho sem fim. Gosto bastante de animes que limitam personagens pra dois ou três, me amarro nesse tipo de história, só que deixar duas personagens sem um pingo de sal, isto é, personalidade lá em baixo, personagens assim em 25 minutos de tela fazendo nada, só bato palmas pra quem terminou de assistir e enche a boca pra dizer “adorei, melhor da temporada”.

Netojuu No Susume: Então, no caso eu não cheguei a dropar esse anime, ou melhor, eu dropei e não dropei ele, eu dropei ele aqui do blog, era pra eu estar fazendo meus comentários semanais de cada episódio dele, porém esses dois últimos meses foram tão corrido que chegou a ser milagre eu conseguir acompanhar o anime em si, então eu dropei do blog, porém eu terminei de ver ele por fora, que não posso deixar de dizer que é incrível, curti bastante o anime, só não consegui fazer os comentários aqui.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


30 de dez de 2017

Comentários Finais - Kujira No Kora Wa Sajou Ni Utau


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde chuvosa e gelada, ótima pra tirar um cochilo demorado, trazendo hoje mais um texto para o blog. Meus comentários finais de Kujira No Kora Wa Sajou Ni Utau. 

Kujira No Kora Wa Sajou Ni Utau: Chakuro, de 14 anos, é o arquivista da Baleia de Lama, uma ilha utópica que flutua acima de um mar de areia sem fim. Nove em cada dez habitantes na Baleia de Lama foi "abençoado" com a habilidade chamada da Thymia, a qual lhes dá poderes especiais e o fatal destino de uma morte precoce. Chakuro e seus amigos já foram a outras ilhas, contudo nunca viram algum outro humano, até que um dia encontram uma garota que altera o destino de toda a Baleia de Lama.

Questões Técnicas: J.C Staff pra variar fazendo obras de arte, pelo menos em questão de designer de personagens e ambientação eles fazem grandes animes e é bem o que eles fizeram agora, também juntamos com um roteiro incrível tudo fica fácil, tivemos um começo de anime meio parado, porém no meio pro fim eu me surpreendi bastante com tudo. A evolução de personagens também é algo louvável, personagens vilões se transformando em aliados e aliados escondendo segredos sérios, tudo um grande mistério.

O Que Achei: O anime me prendeu bastante no meio da sua história, quando foi revelado que existe outras nações e outros tipos de ilhas, claro isso tem na sinopse e no trailer, só que ver essas coisas na hora com a reação dos personagens é algo totalmente diferente, você sente o medo de cada um deles e a novidade em seus olhos, esse tipo de enredo que conseguiu ter minha atenção no anime.

Zona de Spoiler: De tudo o que mais me deixou horrorizado e boquiaberto com a história do anime foi que a ilha da baleia, e pelo o que parece ela é a única anormal desse mundo, por isso é vista como uma ilha pecadora, pois os seus habitantes que possuem poder trocam (sem saber) a sua vida pelos poderes, enquanto em todas as outras ilhas é trocado os sentimentos, por isso é que todo mundo que tem poder, os marcados morrem tão novos. Esse de todos os mistérios do anime foi o que mais me deixou “uoooh”, e o pior é que desde o começo do anime o conselho de anciões fica murmurando sobre isso, bate uma curiosidade em saber o que é que eles tanto falam, e ai descobrimos que é isso e mais estranho é que boa parte da galera aceitou muito bem quando ouviu sobre, eu pelo menos iria ficar louco, em saber que só por ter poderes eu vou morrer cedo. Talvez uma segunda temporada explique melhor isso.

Minha Nota no MAL: 10; É talvez o melhor mistério da temporada sem ser um anime de mistério, eu assisti todo ele com essa tensão de o que poderia acontecer, eu imaginei que a ilha iria explodir a qualquer momento ou que alguma coisa muito louca iria acontecer e até acontece, porém é algo totalmente diferente do que eu imaginei, no entanto valeu minha nota 10 por tudo que apresentou. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D