Comentários do Cachecol - Sekai Oni

Um mangá meio louco, meio pervertido e deveras doentio, porém que toda semana eu não sei como, consigo trazer pra vocês minha analise.

Fanfic - O Clérigo e o Dragão

Depois do roubo da Orbe único objeto que protegia a cidade de Coronar do terrível, um grupo de aventureiros decidiram salvar o mundo e trazer a paz novamente.

Nada Como Um Jantar da Meia-Noite

Talvez uma das melhores séries japonesas do Netflix, que pra melhorar tudo mistura muita comida gostosa.

O Que Vale é a História

Animes não só enrendo, tem que ter uma animação boa também, porém alguns estúdios esquecem disso...

Cursando Letras

Um pouco do meu curso na faculdade, pra quem quiser ser um futuro professor como eu.

24 de mai de 2017

Comentários do Cachecol - Sekai Oni - 34


Aloha Família. Autores de mangás e Editores pacientes. Cachecol aqui nesta manhã ensolarada e gelada trazendo mais uma postagem para o blog. Hoje pra conversamos sobre Sekai Oni, esse mangá que cala a minha boca cada capítulo

Sekai Oni - 34:

Sekai Oni é dividido em dois mundos, o normal que todos estão vivendo suas vidas e fazendo suas coisas, e o mundo das Alices onde rola toda a briga e confusão que eu particularmente gosto muito, no capítulo anterior tivermos os dois mundos sendo conectados e até agora está algo insano. Porém o autor decidiu fazer a galera esperar mais um pouco e contar um pouco da vida do nosso amigo nerd. Que por sinal tem uma vida bem sofrida como editor de mangá. 


Todo mundo creio eu sabe como é puxado um trabalho no mundo dos animes e nos mangás, a galera que trabalha pra entregar tudo de bom pra gente sofre um bocado, esse capítulo deixou claro como o Uto sofreu, pegando trabalho com autores complicados de conversa que não aceitam opiniões e ainda por cima desmerecessem o seu trabalho por você ser novato 


E pra melhorar tudo temos o autor usando uma carta na manga pra fazer o Uto ser demitido que é deixando faltar duas páginas no capítulo do mangá. Porque nessa ocasião a culpa sempre é do editor, ou melhor se for pra culpar o editor novato ou um mangaká famoso, adivinha quem vai ser culpado? 


Em questão de mundo normal, esse foi um dos melhores capítulos, pois retrata muito bem o que é ser novato em uma empresa e ganhar um cargo de comando. 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

22 de mai de 2017

Isso não é Ecchi, é Forçação de Barra


Aloha Família. Amantes de Ecchi e Amantes de Hentai. Cachecol aqui nesta segunda-feira nublada e com sol ao mesmo tempo. Trazendo hoje mais uma postagem para o blog, hoje iremos conversa sobre alguns animes ecchis que estão passando do limite. 

Bem pessoas, eu já toquei nesse assunto diversas vezes aqui, em diversos momentos diferentes, na qual a minha opinião sobre certa coisa ia e voltava sempre, e depois de todo esse pequeno tempo cá estou eu novamente pra comentar sobre ecchi, porém desta vez de uma forma negativa, antes sempre pensei em defender esse gênero não sofrido e que mesmo assim vende bastante, porém hoje acho que temos que puxar um pouco a corda do que o ecchi se transformou.

Antigamente o que tínhamos como base principal do ecchi? Vamos chutar bem alto assim um anime bem "pesado" naquela época, talvez um Kiss x Sis ? Ou quem sabe um Love Hina? Se bem que Love Hina é mais um romance fofinho do que um ecchi descarado. E animes que mostravam as partes livremente, naquela época eram chamados de hentai chegava até sem engraçado em alguns fóruns uma galera comentando bem por alto sobre algum ecchi ou hentai porque parecia um tabu, depois virou uma zona ai todo mundo fala.

Claro que não vou ficar aqui com aquela historinha de "ah 2010 era tão legal" nem ficar endeusando o passado. Na verdade eu só quero fazer essa comparação desses dois tempos e o que mudou entre deles. Hoje quando eu falo que muitos ecchis estão virando uma forçação de barra não é por exagero ou simplesmente "piti" de um otaku das antigas, é a realidade mesmo. Quando não é forçação de barra é puro fan-service, tudo pra vender figures com a personagem seminua no fim do ano.

Nessa temporada teve um anime que eu quis muito acompanhar porque eu achei o enredo que foi mostrado interessante, no primeiro episódio eu fiquei muito animado com toda a história que poderia ser explorada no anime. Sin: Nanatsu no Taizai foi esse anime, porém ontem eu terminei o episódio 5 e eu simplesmente quis dropar o anime, não tem como dizer que esse tipo de anime é uma obra de arte. Ele teve seus momentos legais, porém agora ele só está afundando, se tornou um anime especial só para a galera que quer assistir aquilo, aquele tipo de fã que engole qualquer coisa por amor a obra. Não é mais um ecchi, é algo grotesco no meu ponto de vista, e nem tem capacidade pra virar um hentai, pois acreditem tem muito hentai com histórias mais exploradas do que esse anime.

Eu decidir comentar um outro anime que não virou uma forçação de barra, porém um fan-service enorme, que é o HighSchool DxD porém se for pra comentar sobre ele, também teria que aborda o meu tão amado To Love-Ru que mesmo virando um fan-service continuo tendo uma história incrível, e como eu já comentei várias vezes aqui sobre esses dois animes e muitos outros eu não irei colocar minhas opiniões sobre isso. 

Tocando novamente no ponto que eu falei sobre os ecchis hoje em dia estarem nível hentai, alguns animes tentam burla esse patamar de anime, mas ai acabam indo pra um outro campo, tipo Tsugumomo que é um ecchi engraçado e com uma pegada clássica já que tem o lado comédia e aventura e até algumas lutas, até então um ecchi normal e sem toda aquela coisa que já estamos acostumado, porém ele ainda pecar em uma coisa, porque uma das personagens se usar muito o poder ela fica na forma criança e com isso temos o nosso personagem principal dando banho nela... Sabe lolis já se transformaram em cultura popular nos animes, o que antes era algo só nos hentais e taxado como errado, hoje virou algo comum e normal. Mas é aquilo, se formos tirar tudo que é considerado errado não temos animes pra assistir, então entre assistir um ecchi no nível Tsugumomo e um no nível de Sin: Nanatsu no Taizai nem preciso dizer qual vai ser o meu escolhido...

Animes ecchi são legais, é um gênero que vem crescendo bastante e sempre tem uma sub categoria aparecendo, só que nem todos são tão agradáveis assim, temos que saber escolher senão vamos continuar batendo no botão de “gostei" e assim o estúdio vai trazer novas temporadas de um fan-service forçado, em vez de trazer um anime legal e bem explorado. Se for pra assistir animes de um nível tão ruim, é mais fácil assistir hentai.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

19 de mai de 2017

Comentários do Cachecol - Souryo to Majiwaru - 5


Aloha Família. Amantes que adoram um banheiro e Apaixonados que aceitam tudo. Cachecol aqui nesta manhã chuvosa e fria, trazendo hoje mais uma postagem para o blog. Hoje meus amigos, iremos falar do anime mais polêmico dessa temporada, depois de Eromanga Sensei

Souryo to Majiwaru - 5:

Depois de uma semana sem nenhum episódio, hoje acordamos feliz com o novo episódio de Souryo to Majiwaru, e meus amigos que episódio foi esse, assim como Sekai Oni cada semana é algo mais louco do que outro acontecendo. Se nos outros episódios tivemos meio que uma censura não só na imagem mas como no roteiro, esse episódio a pessoa estava responsável por censura decidiu beber um café. Meus amigos que cena de sexo sem lógica, claro que todo o anime ainda não me provou ter um bom argumento pra tudo aquilo está acontecendo e não, agora "amar" o cara não é argumento suficiente, e agora tivemos uma cena de sexo bem pesada, não só pelo contexto, mas porque estavam em um banheiro... Logo no banheiro... E o pior a garota estava toda ensaboada, não sou mulher claro mas eu chuto dizer que deve arde... sabe... é.... Esse episódio não teve nenhum desenvolvimento a não saber que ficou claro que a menina fofa está apaixonada pelo monge careca, e ele talvez goste dela ou só usa isso como argumento pra conseguir sexo...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

17 de mai de 2017

Um pouco sobre RPG


Aloha Família. Mestres Malvados e Jogadores Novatos. Cachecol aqui nesta noite nublada e gelada, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, hoje meus amigos iremos conversa sobre RPG, meu amorzinho das noites de sábado e domingo, melhor diversão que já vivi e sempre estou vivendo.

Vamos parti do princípio de que todos aqui sabem o que é RPG ok? Assim pelo menos eu espero, e não eu não estou falando dos rpg online mas sim os antigos, aqueles de mesa que são divertidos e fazem a hora simplesmente voar. No entanto digamos que alguns aqui não fazem ideia do que é, rpg de uma maneira bem prática e rápida, digamos que é um jogo imaginário, você se junta com um grupo de pessoas, cada um controla um personagem e por fim temos o narrador que é o cara que vai contar a história, também conhecido como mestre, esse cara vai decidir tudo, regras, outros personagens, como o mundo é e qual é o objetivo de vocês, se caso tem alguma batalha ele também vai ser o que controla os inimigos, bem basicamente falando tirando os jogadores eles faz tudo. Isso claro é uma forma resumida de dizer o que é todo esse universo se quiser saber mais sobre tem que pesquisar.

Leitor ativo desse blog já deve ter visto que temos uma fanfic aqui que na lógica deveria sair toda segunda, mas sempre acaba sendo uma semana sim outra não, bem essa fanfic que eu escrevo é de um rpg que eu estou mestrando, pois sim eu não comentei antes mas eu sou mestre, claro que isso não é algo que vai mudar suas vidas ou algo do tipo mas eu acho interessante comentar. Nessa fanfic temos um grupo que é composto pelos meu dois irmãos, meu primo e a minha noiva, que estão atras de uma orbe mágica que foi roubada, bem clichê mas sempre encaixar legal quando estamos jogando.

Eu decidir começar a mestra, pois eu não tinha com quem jogar, ou melhor não tinha com quem narrar, que muitas das vezes é o grande causador de não ter jogos ou poucas pessoas saberem sobre o mundo do rpg, porque todos querem jogar e ninguém quer mestra ou muitas das vezes não sabe, pois como eu falei ali em cima um mestre não só comanda todo o mundo e criar a história, desafios e objetivos que pra quem tem imaginação não é difícil, como também um mestre tem que saber as regras, claro falando com base nos sistemas.

Os sistemas de rpg, de uma forma bem rápida e neutra já que não sou especialista nisso, é como se fosse o manual, a base pra um mestre começar a mestra, um bom mestre sabe bastante das regras do seu rpg, se estivar usando um sistema como base, eu por exemplo utilizo muito o Old Dragon, um sistema novo que usa os métodos clássicos, é um sistema simples porém muito interessante eu recomendo pra quem está começando a mestra ou quem vai mestra pra um grupo novo. Com OD eu aprendi que não precisamos narrar uma cena ou uma luta com base em trezentas regras que D&D tem, não que D&D seja ruim eu gosto e já usei, porém OD é algo mais simplório, focando mais na diversão e deixando o mestre livre para mestra da maneira que ele acha melhor.

E agora vamos chegar no ponto que eu queria, eu ultimamente estou mestrando não só o rpg de fantasia medieval que tem como fim a fanfic e como base o sistema de OD, mas como também estou mestrando ou melhor começando a montar grupo pra mestra um jogo bem diferente. Usando como base essa lógica do OD de que você não precisa sempre de regras se o seu jogador quiser pular ou abrir uma porta, não precisa de rolagem de dados pra cada movimento, você simplesmente vai e faz acontecer, usa os dados quando precisar, criar regras na hora e só utiliza elas no momento que for preciso e com isso fazendo a diversão na mesa seguir um fluxo infinito, porque não existe coisa pior do que no meio da luta um jogador para a narração pra pergunta porque o ogro começou atacando com o pé direito e não o esquerdo já que na tribo os ogros eles sempre atacam com pé esquerdo um exemplo ok? isso é muito chato, bem voltando... Eu usando esse pensamento que eu falei estou começando a narrar um rpg de Sword Art Online, que tenho como base a história do light novel e do anime e utilizo das regras quando acho necessárias ela, crio na hora ou as vezes nem crio e só deixo a luta rolar, pois o que vale no rpg é a interpretação e diversão, e se eu posso usar esse pensamento no Sword Art Online, eu também posso usar em muitos outros animes e obras, posso matar aquela vontade de conhecer aquele mundo, eu pelo menos como mestre me divertido muito montando ficha e regras pra isso.

Um pequeno ponto aqui antes da postagem termina, eu comentei que gosto desse estilo de usar regras só quando é preciso e tudo mais, só que tem certas coisas que eu também mudo minha opinião. Tem mesas de rpg que eu junto uma galera antiga desse universo e seu for o mestre sempre levo meu livro e quinhentas outras anotações pois os meus jogadores irão cobrar isso, e em certos momentos isso é bom, deixar o jogo tão realista e imersivo que até lutar com um cachorro pode levar a morte. Se você ver em alguns canais no youtube isso é o que muito acontece, jogos gravados com um tom mais sério, cheios de regras e pausas pra ver se aquilo realmente pode acontecer ou não, ai quem ver de fora vai achar que rpg é um bicho de sete cabeças e não, não é.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

15 de mai de 2017

Capítulo Sete - Esqueletos Da Noite



O som que parecia ser quase nulo, vinha cada vez mais próximo ao grupo que já estava atento com armas em punho. Ascherit fitou com precisão a mata de onde James e Floki trouxeram os gravetos e ficou esperando que algo aparecesse, no entanto nada surgiu. O grupo se uniu encostando suas costas fazendo assim uma formação de luta quando está cercado por inimigos. Alguns minutos se passaram e nada aconteceu James já cansado daquilo tudo junto também do dia agitado e do caminho até ali já queria desistir de tudo, e quando ele se afastou do grupo para ajeitar seu saco de dormi uma flecha veio em sua direção em questões de segundo atravessando por completo seu saco de dormi e só parando ao bater um tronco de árvore caído no chão. Rapidamente o grupo correu até o tronco Ragnar o mais experiente do grupo em questão de arcos e flechas retirou calmamente o arco do tronco para avaliar o tipo de munição que foi atirada contra eles, se deviam ou não se preocupar com isso. Só que não foi preciso muito tempo pra pensar Ragnar logo após avaliar a flecha quebrou-a no meio jogando no chão com um olhar de raiva, se virou para frente na direção aonde a flecha foi disparada e ficou pronto para o ataque, o grupo sem muito entender seguiu o anão.

- Aquela flecha é de algum lugar? Podemos considerar eles como inimigos? – Pergunta Ascherit confusa
- Eu não quero saber se são amigos ou inimigos, eu quero matar quem destruiu meu saco de dormi – Diz James com olhos brilhando em um verde negro e ao mesmo tempo seu cajado começando a soltar uma fraca fumaça negra
-  Sim, são inimigos Ascherit, essa flecha é de um reino não muito próximo da cidade de Coronar – Diz Ragnar virando o olhar para flecha quebrada que está no chão
- Só temos que matar certo? Não vai ser algo muito difícil – Diz Floki tomando a frente do grupo e indo devagar para onde a flecha foi atirada – Foi daqui né Ragnar? Só entra e tirar daqui quem está escondido? – Diz Floki sorridente enquanto se vira para o grupo

 Logo após a fala de Floki outra flecha é atirada agora na direção do mesmo, porém antes que a flecha penetrasse o corpo do anão ladino um escudo negro surgi pausando o destino da flecha no ar e a mesma se destrói como um frágil galho de árvore, esse escudo pertence a Ascherit que irritada empurra Floki para trás dela dizendo que os inimigos estão próximos e que não se deve brincar com uma ameaça que não se dá pra ver, guiando e protegendo Floki de volta ao grupo Ascherit encara a mata com espada e escudo esperando outro ataque surpresa. Mas o que surge é algo nunca imaginável antes, quatro inimigos surgem frente ao grupo, um arqueiro, dois guerreiros e um comandante com um florete em mãos, inimigos comuns só que com uma pequena peculiaridade os quatros inimigos são esqueletos secos e com um ar de mortes, todo o grupo pisca os olhos diversas vezes pra confirma que realmente era aquilo que estava frente a eles. Antes que pudessem decidir o que fazer o que parecia ser o comandante dos esqueletos grunge algumas palavras incompreensíveis e o arqueiro inimigo novamente atira contra o grupo de Rangar só que mais uma vez a flecha transforma-se em poeira ao bater no grande escudo negro da Ascherit, sem nenhum sinal ou comande o grupo de Rangar faz uma formação de defesa padrão tendo Ascherit protegendo a frente do grupo, seguindo atrás dela Ragnar com a flecha esticada em seu arco e por fim James começando a orar para seu deus pedindo que lhe de o poder de cura, enquanto Floki para mata para apagar por completo a sua presença.

- Ei ei por que o Floki está fugindo? Achei que ele gostava de briga – Pergunta intrigado James
- Seu idiota, ele é ladino o que vai ganhar aqui? – Diz Ragnar enquanto encara os esqueletos
- Gente... Eles estão começando a se mover – Diz Ascherit respirando fundo enquanto se prepara um ataque

 Esqueletos cansados de esperar uma possível luta, quebram a tensão entre os dois lados e com isso os dois guerreiros começando a correr na direção do grupo, um dos esqueletos pula em direção ao escudo da Ascherit com as duas mãos em sua espada dando um ataque direto, Ascherit por sua vez com uma das mãos segura o ataque e na mesma hora devolve com um golpe de baixo pra cima dom sua espada mas sem muito sucesso pois o esqueleto rapidamente consegue se esquivar do ataque, aproveitando da inclinação do corpo da Ascherit o esqueleto ataca novamente desta vez fazendo a mesma cair ao desferi um chute em sua perna fazendo-a perde o equilíbrio. Só que ao mesmo tempo o esqueleto sofre com esse ataque já que logo ao cair Ascherit larga seu escudo e com duas mãos crava com força total sua espada no meio das costelas esqueléticas de seu inimigo e logo quebrando-as como se fosse gravetos, o esqueleto solta um gruindo parecido com um som de dor e cai imóvel em cima da Ascherit que rapidamente levanta do chão pegando seu escudo e limpando sua armadura como se tivesse sujado sem querer, ao se levantar Ascherit percebe que Ragnar também teve sucesso em sua luta já que o esqueleto que tinha ido na direção dele também estava imóvel no chão.

Porque logo após Ascherit entra no confronto Ragnar também foi atacado por um dos guerreiros esqueléticos, que veio correndo com espada em punho, mas o mesmo não teve sucesso pois Ragnar conseguiu se esquivar e ao mesmo tempo bandar seu inimigo que ao cair no chão recebeu diversos ataques com a ponta do arco de Ragnar e por fim duas flechas a queima roupa para confirma a sua possível morte depois de morto. James boquiaberto estava prestes a falar algo sobre a luta que tinha acabado de acontecer porém não conseguiu pensar em palavras que pudessem descrever isso, e também foi detido com outro grunhindo de dor vindo do esqueleto arqueiro que estava frente a ele perto da mata, o esqueleto arqueiro caiu no chão imóvel graças ao seu companheiro anão ladino que aproveitou da sua habilidade para pegar os inimigos por trás.

Floki assim que viu seus companheiros montarem sua formação e defesa, percebeu que poderia aproveitar da mata e da noite para colocar suas habilidades em prática e foi isso que o anão fez, entrou na mata e silenciosamente foi caminhando com suas adagas em mãos na direção dos dois esqueletos que não foram para briga, aproveitando também para encontrar talvez outro esqueleto que estivesse escondido, sem nenhum outro inimigo encontrando, Floki deu a volta por completo na pequena vila e foi engatinhando com um tigre pronto para o abate até o arqueiro parado, ao ouvir os dois esqueletos guerreiros gritarem de dor e cair no chão, aproveitou para pular nas costas do arqueiro fincando com força suas pequenas e afiadas adagas nas costelas de seu inimigo, também em seguida grudou-se na cabeça e arrancou como se fosse uma fruta a ser colhida, rindo como se tivesse matado uma formiga retirou as adagas do esqueleto imóvel e se jogou mata a dentro novamente.

O comandante dos esqueletos, irritado puxou sua florete com um ar de ódio que estava demonstrando junto da morte que sempre demonstrava, correu em direção ao grupo de Ragnar que estava ainda se recuperando do ataque, porém foi interrompido com ataques de flechas que Ragnar mandava para cima dele, e que ao mesmo tempo correspondia com gritos de raiva, o primeiro ataque veio dele puxando seu florete para Ragnar e indo na direção do anão, mas sendo detido pelo grande escudo negro da Ascherit, mas que não teve grande já que com um pulo para trás conseguiu se livrar a investida feita pela Ascherit que vinha de baixo para cima, e a mesma por deslize retirou o escudo da frente de seu inimigo, criando assim uma abertura para o comandante que demonstrou o porquê de ter sido ele o que mandou os demais antes para luta, o esqueleto com florete cambaleou como se estivesse tonto e nessa pequena dança macabra desferiu um ataque de cima a baixo contra Ascherit que sem escudo em mãos acabou sendo atingida no tórax caindo ainda respirando mais com um profundo corte e meio tonta, Ragnar aproveitou dessa brecha para pegar a espada do esqueleto caído e pular em cima do esqueleto com florete que rapidamente defendeu seu ataque porém o esqueleto não esperava que suas costas estaria tão aberta para ataque já que no meio da mata surgiu novamente o ladrão ladino correndo com duas adagas em punho perfurando as costelas do comandante dos esqueletos que depois de ser atingindo pelo ladino acabou perdendo o controle de seus braços e deixou uma nova abertura agora na frente que foi decisiva para Ragnar termina essa batalha com um ataque direto decapitando a cabeça e destruindo metade do tronco do ser anormal, dando assim um fim a batalha contra essa pequena companhia de esqueletos.

- No fim eu resolvi tudo – Diz Floki pisando no crânio do esqueleto comandante
- Sim sim, agora me ajuda cuidar da Ascherit -  Diz Ragnar virando-se para Ascherit

Ragnar e Floki ajudam Ascherit a levantar-se do chão e apoiam ela sentada em uma pedra, com um das mãos Ascherit pressiona o corte em seu peito para que o mesmo não sangrasse mais que o necessário, mas não foi preciso muito cuidado já que sem muita demora James consegue termina seu encanto celestial e com ajuda de seu deus consegue curar todo o corte do tórax da Ascherit, a humana ferida se apoia no elfo para levantar ainda cambaleando para olhar ao redor e confirma o fim desse ataque noturno.

- Achei que você curava todo o ferimento, mas olha ai a Ascherit precisando de ajuda – Diz Floki guardando suas adagas e indo servi de apoio para Ascherit
-Claro que eu curo todo o ferimento, mas a fadiga da luta continua ali, não dá pra curar tal coisa – Diz James enquanto volta para pegar seu cajado que estava no chão
- Parem de brigar os dois, eu que deveria está irritada aqui, deixar meu oponente ser finalizado por dois... Irritante saber que fui tão fraca – Diz irritada Ascherit
- Por hora, o que importa é que não temos nenhum inimigo, vamos focar em descansar pois amanhã partiremos -  Diz Ragnar pegando a espada do esqueleto destruído e avaliando a mesma para logo em seguida guarda consigo

Logo após a conversa, o grupo se juntou para decidir se iria parti nessa noite traiçoeira, se iria averiguar melhor os esqueletos para ver se tinham algum tipo de magia ou simplesmente dormi e descansar. Depois de muito negociar, o grupo decidiu que a melhor opção era dormi já que todos ali estavam cansados e Ascherit estava ainda cansada da luta que quase custou a sua vida. 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Depois de alguns capítulos, tivemos novamente uma luta, agora um pouco mais agressiva já que um dos companheiros do grupo acabou sendo ferido, o que pode acontecer mais a frente? 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçada pelo Cachecol :D

14 de mai de 2017

Mamãe Querida


Aloha Família. Mamães Queridas e Adoráveis Mulheres que querem ser mães. Cachecol aqui nesta noite quase virando madrugada, nublada e cansativa ,trazendo hoje mais uma postagem para um blog, ou melhor só uma passada aqui.

Para não haver nenhum tipo de boato vai saber deus o motivo cá estou eu com essa postagem curtinha quase servindo pra um twitter, só para desejar um maravilhoso dia das mães a todos, e não eu não estou atrasado, pois esse dia tão adorável só termina meia noite. Espero que o dia tenha sido incrível para todos que estão lendo isso, e até para os que não foram eu só tenho que dizer que dias melhores viram, todavia que hoje tenha sido um dia relaxante. E que amanhã todos podemos acorda de bem com a vida e prontos pra mais uma semana.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D