Comentários do Cachecol - Sekai Oni

Um mangá meio louco, meio pervertido e deveras doentio, porém que toda semana eu não sei como, consigo trazer pra vocês minha analise.

Fanfic - O Clérigo e o Dragão

Depois do roubo da Orbe único objeto que protegia a cidade de Coronar do terrível, um grupo de aventureiros decidiram salvar o mundo e trazer a paz novamente.

Primeiras Impressões e Comentários Finais das Temp. de Animes

Meus Comentáris Gerais, Minhas Primeiras Impressões e Impressões Finais Sobre os Animes da Temporada do Ano

Processo Criativo

Como, Quando, Onde e o Motivo para cada texto novo surgi no Blog. Decidir comentar como é o meu processo criativo

A Graça de Ser Professor

Um Texto descontraído conversando sobre como é a minha experiência sendo professor, como eu mais aprendo do que ensino.

21 de out de 2017

Comentários do Cachecol - Sekai Oni - 42


Aloha Família. Cachecol aqui nesta noite nublada porém bem abafada, trazendo hoje mais um texto para o blog, depois de dá uma trincada monstra na minha coluna e ter ficado de cama dois dias seguidos, cá estou eu com mais um comentário desse mangá incrível.

Sekai Oni - 42: 

Sekai Oni é um mangá meio louco que tem uns momentos absurdos que quebra a mente de qualquer um. Foi bem o que aconteceu agora nesse capítulo, temos a continuação daquela discussão do demônio global com a base dizendo que não pode matar e tudo mais, só que a ordem foi dada e o cara vai ter que obedecer, o mais louco é que os outros demônios globais eram crianças, é algo até bem interessante pois essa forma de demônio global na real não é a verdadeira forma deles, é meio que uma armadura, eles de fatos também são humanos. Isso cria umas teorias muito louca na minha cabeça, a galera não matava demônios globais mas sim humanos e mano é tão errado isso. 


Nessa capítulos tivemos dois pontos interessantes, o primeiro é o fato de que já que dentre todas as alices existe uma anomalia, uma que tem um poder surreal e não tem medo de fazer o que tiver que fazer, nós já sabemos que é a Azuma, porém eles lá não sabem e por isso mandou matar geral, esse ponto é interessantes pois essa anomalia pode acabar com a raça deles, é aquele ser over power que pode ferrar com geral. E o cara não mediu esforços pra limitar todas as chances do poder da Azuma pegar pra valer


Segundo ponto e esse sim é da explodir a cabeça da galera, pelo menos a minha, aquele carinha que eu achava que era mó lolicon porque só vivia protegendo a Azuma, na verdade aquele carinha era o passarinho dela, o PASSARINHO, é algo surreal e eu não estou conseguindo entender, depois dessa postagem irei reler tudo até aqui pra entender como esse cara é esse cara. Mas que ele parece estar bem fortinho isso não podemos mentir. 


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

É meus amigos, rapadura é doce mas não é mole não, cada capítulo minha mente dá uma travada e depois volta a pegar. Que mangá hein, que mangá

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

19 de out de 2017

Capítulo Nove - Mundo Escuro


Abrindo seus olhos, James se viu em um ambientalmente diferente do que estava, parecia até o lugar que antes estava com seus companheiros, porém neste lugar o céu estava negro, uma lua brilhante era a única claridade do lugar, a sua volta tinha pequenos escombros do que antes foi uma pequena vila, e a frente havia uma estrada de chão batido, sem ninguém próximo a ele, e sabendo que estava nos sonhos da Ascherit, James deduziu que seria melhor procurá-la e ouvi da boca dele o motivo por estar estranha, por ter lutado tão distraída colocando sua vida em jogo já que a mesma é a melhor lutadora que ele conhece a anos.

Seguiu a estrada olhando ao seu redor, sem cajado em mãos única coisa que poderia fazer no momento era aproveitar de suas habilidades como elfo e ampliar seu campo de visão com seus olhos enxergando no escuro, andou por cerca de dez minutos seguindo o caminho que a estrada o guiava até próximo de uma casa, poderia ignorar a casa que a estrada o levava e continuar seguindo para outra direção, mas deduziu que se Floki estivesse com ele, antes de pensar em algo já estiram entrando na casa atrás de algum ouro e também algo dentro de si queria que a casa fosse inspecionada.  

Em passos largos se aproximou da casa, o que antes parecia ser uma mansão olhando de longe e na escuridão da noite, percebeu que na verdade a casa era bem pequena, talvez uma casa de campo de algum caçador perdido ou de alguém que decidir fugir da sociedade e se prender a natureza, em um estado de decadência a estrutura que segurava a casa, deixava claro que ninguém ali era bem vindo, ou que quem entrasse seria por sua conta em risco, “eu não acredito que estou fazendo isso... Ah Ascherit” lamentou James ao abrir a porta, mesmo um lugar escuro como aquele ainda tinha alguns raios de luz que a lua mandava, uma casa sem parede, sala, cozinha, quarto... Tudo se limitava a um cômodo só, tal cômodo ocupado por várias caixas quebradas e tecidos jogados no chão e símbolos desenhados nas paredes, alguns deles reconhecidos por James, não de seus estudos e livros lidos mas sim de figuras e desenhos de Ascherit que sempre comentava sobre sua antiga família e o lugar que tinha crescido. Um sentimento de repúdio percorreu o corpo de James e o mesmo não muito corajoso olhou ao redor da casa percebeu que nada ali iria ajudar na sua busca, rapidamente fez o favor a si próprio de sair da casa e voltar para trilha.

Suspirando e tentando entender o que tinha sentindo naquele lugar ao ver os símbolos nas paredes, James acabou se deixando levar e perde o controle do que vinha ao seu redor, se não fosse pelos ensinamentos de Ragnar teria sido perfurado pelo que viria a seguir, faltando pouco mais de 2 metros para chegar a trilha uma flecha preta vem em sua direção, rapidamente o seu pensamento foi quebrado e o seu corpo automaticamente se moveu a direita conseguindo assim acompanhar a flecha penetrando com força o chão. Piscou rapidamente seus olhos fazendo de castanho claros mudarem para um verde escuro e assim liberando sua habilidade de ver no escuro tentou procurar o seu agressor, olhou diversas vezes na direção da onde flecha tinha vindo, mas quem é que tivesse ali estava muito bem escondido. Até que não foi mais preciso nenhuma busca pois de dentro do arbusto na sua frente saia uma voz fina e tremula de uma garotinha

“Quem é você... O que quer indo na minha casa?” Depois da pergunta, a ponta de uma flecha apareceu no arbusto, uma ponta visivelmente afiada e que tinha se tornado impossível de se desviar já que James para acalmar a criança que se mantinha escondia se prostrou de joelho com a flecha mirada em seu peito. “Não quis lhe assustar, estou atrás de uma amiga que se perdeu” disse calmamente James, sabia que não iria valer de nada mentir, e lembrou que estava no sonho da Ascherit não queria assustar mais o subconsciente dela, pois assim poderia afetar todo o psicológico da companheira. 

Saindo do arbusto ainda com a flecha mirada na direção de James, uma criança de cabelos longos e mal tratados assim como suas roupas que estavam rasgada, alguns machucados no braço e uma mancha vermelha que parecia ser sangue velho cobria a roupa da criança, mesmo com tal aparência o olhar penetrante e inabalável foi o suficiente mostra a James com quem ele estava falando, uma versão criança da Ascherit o olhar da guerreira não mudou com os anos, se ele soubesse um pouco mais da infância da amiga poderia interagir com sua versão mais livremente, porém como cada palavra ai poderia causar um mal entendimento e com isso uma flecha penetrada no coração, James foque-se na saúde da criança, assim poderia ter uma aproximação melhor, deu alguns passos para trás, abrindo espaço para Ascherit  e com um olhar de preocupação que seus dons de clérigo conseguia fazer ele demostra perguntou apontando para barriga da criança “Quando você se machucou? Já está completamente sarado?” Perguntou enquanto ia na direção da mesma que o interceptou antes de qualquer ação, “Não é nada demais, agora me diga... Quem é você?”, uma voz segura de si dizia tais palavras enquanto não afrouxava nem um pouco sua flecha do arco.  “Como disse... Estou procurando minha amiga, sou um clérigo companheiro dela, partimos juntos em uma aventura e ela se perdeu...” Disse isso enquanto levantava as mãos em um sinal de rendimento. 

Depois de uma longa analise tentando encontra quaisquer arma ou qualquer coisas suspeitas, a criança abaixou sua flecha e suspirou aliviada, largou o arco e pôs a mão na mancha de sangue que antes tinha sido perguntado por James, um pequeno grunhido de dor saiu de sua boca sem percebe, James que agora deixou de ser ameaça foi na direção dela já conjurando um feitiço simples de cura e mesmo com ela negando conseguiu finalizar o feitiço e fechar o ferimento que parecia ter sido feito por uma flecha, assim como toda a dor que a criança sentia. “Eu falei, sou um clérigo, não pretendo assustar ou fazer o mal”, Ascherit olhou para ele aliviada e sentou-se no chão, um segundo suspirou saiu de sua boca agora sim aliviada por completo, esticou sua mão na direção do elfo “Prazer, me chamo Ascherit, tenho 13 anos e estou treinando pra ser um dia uma grande guerreira”, James sorriu não só por saber que ela de fato era a Ascherit, mas por ela também ter se tornado uma grande guerreira “Prazer, me chamo James como já disse também sou um clérigo e sim, sou um elfo já que você não tira os olhos das minhas orelhas”. 

Depois de uma conversa sobre como ambos aprenderam seus dons, James passou horas explicando tudo o que seu amado Deus fez por ele, talvez com a intenção de manipular a mente da Ascherit para que a mesma se convertesse ao seu Deus assim que acordasse, Ascherit por sua vez falou bastante do seu mundo, da sua vila e de como estava indo seu treinamento, nada que James já tivesse ouvindo por alto na mesma nos dias de viagem. James sabia que estando com Ascherit em sua versão criança, poderia fazer que a mesma o levasse para sua versão adulta sem perceber, já tinha feito isso várias vezes e com ela não seria o mesmo. Ambos concordaram em andar juntos até um ponto de despedida, que para Ascherit seria até sua vila, mas para James seria até o quanto longe conseguisse ir. 

A estrada que tinha sido deixada de lado, agora estava sendo a prioridade de James e sua nova pequena companheira, que mesmo com seu ar de guerreira ainda era bem inocente e sociável. Uma nova pequena aventura estava começando, uma pequena e que dever ser rápida aventura, já que James tem até o amanhecer para saber o motivo da tristeza intensa e corrente de sua amiga, uma batalha contra o tempo está começando a surgi. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sim meus amigos, essa história ainda não acabou, só decidir publicar ela mensalmente porque é mais fácil e pratico pra todos nós certo? Certo. Uma ótima noite, tarde ou manhã pra quem está lendo e até mais. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

16 de out de 2017

Primeiras Impressões - Shoujo Shuumatsu Ryokou


Aloha Família. Sobreviventes e Amantes de Sopa. Cachecol aqui nesta tarde que eu não sei como está, já que é postagem programada, trazendo mais um texto para o blog, hoje com as minhas primeiras impressões de Shoujo Shuumatsu Ryokou.

Shoujo Shuumatsu Ryokou: A civilização está morta, mas Chito e Yuuri ainda estão vivas. Então elas sobem a bordo de sua amada moto de Kettenkrad e calmamente vagam pelas ruínas do mundo que outrora conheceram. Dia após dia sem esperança, elas procuram a próxima refeição e acumulam combustível para seguir em frente. Mas enquanto elas estiverem juntas, até uma existência tão sombria como esta tem um ou dois raios de sol a brilhar, mesmo que estejam tomando as últimas gotas de uma sopa ou à caça de peças para seu veículo se mexer. Para duas garotas em um mundo cheio de nada, as experiências e os sentimentos que compartilham são a sua força para viver.

Questões Técnicas: Um designer diferente para um mundo diferente, White Fox provando que sempre pode se superar em questão de animação. Curti muito como essa obra consegue parecer um filme, eu achei que estava assistindo um filme de tão bem trabalhada que foi, além do a fotografia toda do anime é impecavelmente linda. 

O Que Achei: Como falei é algo bem inovador, achei muito bonito todo o anime e mesmo algumas pessoas reclamando de como foi animado as personagens achei tudo muito bonito ainda assim. Parece ser um anime bem triste e emocionante já desistir de fingir que nada vai me abalar nessa temporada. Espero que ambas personagens continuem sendo bem exploradas e que a história seja mais profunda do que já é.

Zona de Spoiler: A história diz que não tem mais ninguém nesse mundo e que elas são as únicas, porém eu sem ter visto nada além do primeiro episódio dessa obra, espero muito que exista sim outras pessoas, que tenha conflitos e que mostre no anime se elas realmente são bem unidas, única coisa que realmente quero. 

Minha Nota Para o Episódio: 9; Pela trilha sonora e fotografia do episódio esse anime ganhou meu 9, com o passar dos episódios e novos cenários existindo provavelmente teremos um 10. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

Primeiras Impressões - Shokugeki No Souma - Terceira Temporada


Aloha Família. Cozinheiros Incríveis e Loucos por um Shokugeki, Cachecol aqui nesta tarde que eu não sei como está, já que é postagem programada, trazendo mais um texto para o blog, hoje com as minhas primeiras impressões de Shokugeki no Souma

Shokugeki No Souma 3: Terceira temporada de Shokugeki no Souma.

Questões Técnicas: É a terceira temporada do anime com todos os integrantes certinho, não tem nada de diferente das demais.

O Que Achei: Shokugeki No Souma tem uma incrível mania de saber a hora certa de dá aquele gancho para o próximo episódio e como criar um mistério e isso já vem no mangá, tivemos um primeiro episódio muito bom que pelo o que eu vejo vai se mantar até o fim do anime.

Zona de Spoiler: Bem, estão animando o melhor arco do mangá, nesse arco a Erina vai ter uma evolução gigantesca, o pai dela aparece assim como o pai do Souma, tem também o Kouga que agora no primeiro episódio é um concorrente mas nos episódios seguintes vai virar o melhor amigo do Souma, essa temporada promete.

Minha Nota Para o Episódio: 10; Bem fluido igual ao mangá, pra variar um anime incrível.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
Continuação de anime é curtinho mesmo, fazer o que né
Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

Primeiras Impressões - Mahoutsukai No Yome


Aloha Família. Aprendiz de Magos e Fadinhas Fofinhas. Cachecol aqui nesta tarde que eu não sei como está, já que é postagem programada, trazendo mais um texto para o blog, hoje com as minhas primeiras impressões de Mahoutsukai No Yome.

Mahoutsukai No Yome: Chise Hatori, 15 anos. Abandonada, sem esperança e sem família, ela é comprada por dinheiro – não por outra pessoa, mas por um feiticeiro inumano chamado Elias. Apesar de insegura, ela recomeça sua vida como sua aprendiz e futura esposa.

Questões Técnicas: Não dá pra mentir que é um anime muito bonito, muito bem animado e a direção de fotografia é impecável. Um mistério bem interessante também, questão de enredo te prende facilmente. É um anime muito esperado pelos fãs então eu irei dá uma atenção maior por respeito os fãs e provavelmente eu irei gostar muito dele, nota do primeiro episódio dele já está lá em cima.

O Que Achei: O que me prendeu pra valer foi a história, ignorei o designer de personagens e todas as belezas de cenário e foquei muito na história, parece ser uma história bem linda, eu pelo menos vejo muito inocência na protagonista e no mago vejo que ele é bem fiel também, posso me enganar drasticamente e tomar um belo tapa na cara, como também posso me surpreender mais e mais. 

Zona de Spoiler: Eu me apaixonei pelas fadinhas e fui tapeado, não foi explicado bem o que aquelas fadas são mas elas me intrigaram bastante, também outra coisa que me intrigou é como a Chise aceitou tão bem assim ser aprendiz do mago lá, claro ela não tem escolhas e ele é a melhor opção dela, mas poderiam colocar ela com um pouco mais de atitude ou arrogância sei lá, pelo menos eu penso assim. 

Minha Nota Para o Episódio: 8; Foi bem animado, tem uma história interessante, tem uns momentos chibi que eu amo nos animes, mas ainda faltou alguma coisa. Algo que não sei explicar bem, porém sei que faltou.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

Primeiras Impressões - Inuyashiki


Aloha Família. Velhinhos Poderosos e Visitantes de Outro Planeta. Cachecol aqui nesta tarde que eu não sei como está, já que é postagem programada, trazendo mais um texto para o blog, hoje com as minhas primeiras impressões de Inuyashiki.

Inuyashiki: Inuyashiki Ichirou está sem sorte. Enquanto só tem 58 anos, seu visual geriátrico sempre faz acharem que ele é um velho patético para aqueles ao seu redor, o fazendo ser constantemente ignorado e desrespeitado por sua família, mesmo com tudo que fez por eles. Acima disso, seu médico revelou que ele tem câncer e parece que possui pouco tempo restante nesse mundo. Mas justo quando as coisas não podiam piorar, uma luz cegante na noite atinge o lugar em que ele estava. Ele depois acorda e se encontra sem ferida alguma, mas logo começa a perceber que tem algo diferente em si. Acaba que essas novas e estranhas mudanças são o que Ichirou precisa para ter uma nova pegada na vida, e agora parece que não há nada que o impeça de ser um herói digno do respeito que ele nunca teve... a não ser, é claro, que tivesse alguém por aí com essas mesmas mudanças.

Questões Técnicas: É uma abertura interessante, não curti muito o música em sim, porém abertura está incrivelmente incrível todo o designer de personagens coisas do gênero, já o encerramento é outra história, esse sim eu curti muito, pela suavidade que ele vem trazendo, esse anime precisa de coisas bem suaves no encerramento já que o episódio todo você fica boquiaberto. Curti também o enredo da história que eu irei aborda mais agora no meio. Pra finalizar bem essas questões eu quero dizer que em lição de vida esse anime pode nos ensinar muito. Diretor parece saber trabalhar bem com o drama e o tempo dele em cena, já que eu fiquei bem abalado na primeira parte do episódio. 

O Que Achei: O protagonista da história é um senhor de 59 anos, 59 ANOS, só isso já me surpreendeu não lembro de ter visto um anime com esse ponto de partida e também tem o fato de que é ficção científica aquela verdadeira, adorei a forma como o episódio foi dividido você começa sentindo pena e raiva de certos personagens e termina boquiaberto. Como falei um anime que vai vim muito com lições de vida, vou aprender muito com essa obra de arte, estúdio MAPPA mostrando que pode sim trazer grandes obras de arte. 

Zona de Spoiler: Toda essa tecnologia alienígena eu já esperava que teria pois o trailer mostra isso, porém eu não imaginei que seria tão bem trabalhada, as armas que o Ichirou tem são surpreendes, além da tecnologia tão avançada a ponto de conectar na internet e fazer o que fez seguindo aquela onda de justiceiro, e como foi lindo o final do episódio, como foi realista para aquele cara lá que incrível hein que incrível. 

Minha Nota Para o Episódio: 10; Curti muito como falei tudo que o anime apresentou, teve alguns pontos que eu não me agradou mas na sua grande maioria está só recebendo aplausos. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

Primeiras Impressões - Ousama Game


Aloha Família. Ganhadores do Jogo do Rei e Perdedores do Jogo do Rei. Cachecol aqui nesta tarde que eu não sei como está, já que é postagem programada, trazendo mais um texto para o blog, hoje com as minhas primeiras impressões de Ousama Game.

Ousama Game The Animation: Nobuaki Kanazawa, que se transferiu para uma distante, tem medo de ficar amigo de seus novos colegas devido aos eventos que aconteceram em sua escola anterior. Isso o levou a fechar o coração. No entanto, ele começa a se abrir durante o festival esportivo da classe. Ele e todos os seus colegas receberam um e-mail de "Ousama". De início, seus colegas de classe não levaram a sério, pensando que era apenas uma piada, mas Nobuaki, o único que conhece o significado real disso, luta contra o jogo da "morte" que em breve começará ... As regras do jogo Ousama são as seguintes: 1. Todos os alunos devem participar. 2. A ordem enviada de Ousama por e-mail deve ser atendida em 24 horas. 3. Uma punição será dada àqueles que não obedecerem a ordem. 4. Sair no meio do jogo Ousama é proibido

Questões Técnicas: Encerramento rockzão já ganhou meu respeito, todo o anime em si já me conquistou bastante, enredo bem cativante muito além do que eu ouvi falar que seria. Pelo que parece é uma continuação do mangá, então eu irei ler o mangá antes de acompanhar os próximos episódios. Mas já alerto aqui se você não gosta de terror, suspense, gore, mistério e coisas assim nem vale apena assistir porque ele é bem focado nisso. 

O Que Achei: Um primeiro episódio chegando já com os dois pés no peito, que anime sensacional, que primeiro episódio sensacional, eu comecei olhando pro protagonista com aquela cara "ah mano... para de ser tão frio assim" só que depois de ver o que ele passou e o desespero dele eu meio que curti muito. Não vou mentir que o começo me lembrou muito o Dangarompa só que sem o sangue rosa. Estou colocando fé nesse anime, vou ler o mangá como comentei pra assistir os próximos episódios com um hype maior. 

Zona de Spoiler: Não vou mentir que eu torci muito para o cara lá que estava batendo no nosso protagonista morrer, e não é que os meus desejos foram atendidos! Bem pelo que parece e eu espero vai morrer um personagem por episódio ou pode acontecer de nenhum morrer, cara são 32 alunos e já 10 morreram... E também tem a situação que me abriu uma dúvida: Se é aquela turma ali, por que então não muda de turma e "sai" do jogo? Vai ver isso não funciona, mas valeria a pena se fosse dito. 

Minha Nota Para o Episódio: 10; Não dá pra dar uma nota maior, eu curti bem o ambiente, atmosfera em si do anime me cativou muito, espero grandes coisas dele.

Então isso é tudo pessoal

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D