Comentários do Cachecol - Sekai Oni

Um mangá meio louco, meio pervertido e deveras doentio, porém que toda semana eu não sei como, consigo trazer pra vocês minha analise.

Fanfic - O Clérigo e o Dragão

Depois do roubo da Orbe único objeto que protegia a cidade de Coronar do terrível, um grupo de aventureiros decidiram salvar o mundo e trazer a paz novamente.

Nada Como Um Jantar da Meia-Noite

Talvez uma das melhores séries japonesas do Netflix, que pra melhorar tudo mistura muita comida gostosa.

O Que Vale é a História

Animes não só enrendo, tem que ter uma animação boa também, porém alguns estúdios esquecem disso...

Cursando Letras

Um pouco do meu curso na faculdade, pra quem quiser ser um futuro professor como eu.

24 de abr de 2017

CachecolNews - T2P3 - Eromanga Sensei Arrasando nas Vendas


Aloha Família. Ilustradores de light novel e Atletas de bate bate com a bunda. Cachecol aqui nesta manhã chuvosa e gelada porém parece que o tempo vai abrir até mais tarde. Trazendo hoje mais uma postagem para o blog e se você estava esperando pela fanfic, vai no meu twitter que eu explico o porque de não ter. Em vez disso iremos falar hoje de algumas notícias interessantes desses últimos dois dias. 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OVA de ReLife - 4 Episódios 


Em um evento que aconteceu ontem na prefeitura de Saitama, foi revelado que o mangá de ReLife vai ter 4 OVA que irão se chamar ReLife:Kanketsuhen, com lançamento para DVD/BD em Março de 2018

Aqui em baixo tem o vídeo promocional de ReLife:Kanketsuhen que vai continuar a história a parti do final da serie em anime. 


Caso alguém não saiba a história de ReLife gira em torno de Arata Kaizaki, um desempregado, solteiro de 27 anos de idade, que deixou de ter o apoio financeiro dos pais. Uma noite, depois de beber com um amigo de escola, Arata encontra Ryou Yoake, um homem que lhe oferece uns comprimidos para que ele volte há ter 17 anos e possa refazer a sua vida. 

Esses OVAs irão ter a mesma equipe e os memos dubladores da série animada.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eromanga Sensei com mais de 1 milhão de cópias vendidas

O site Otakomu revelou ontem que a tão famosa light novel Eromanga Sensei do mestre Tsukasa Fushimi ultrapassou a marca de 1 milhão de cópias vendidas

O anúncio foi compartilhado no twitter da Dengeki Bunko empresa de distribuição dos light novels acompanhado de uma ilustração por Hiro Kanzaki que podem ver e baixo e um pedido para os fãs verem o 3º episódio que foi exibido a 22 de Abril.


Em Eromanga Sensei a história gira em torno de Masamune Izumi um autor de light novels cuja irmã mais nova, Sagiri, é uma hikikomori que passado um ano ainda não saiu do seu quarto forçando mesmo o seu irmão a trazer-lhe as refeições. Masamune quer que ela deixe o quarto, pois ela é a sua única família. O grande plot dessa história é que o ilustrador da novel de Masamune tem o apelido de "Ero Manga Sensei" e desenha imagens bem indecentes. Masamune nunca conheceu o seu ilustrador e pensava que devia ser um otaku pervertido na grande maioria é, no entanto é revelado “Ero Manga Sensei” é a sua irmã mais nova.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fim do mangá de Keijo!!!!!!!!

A edição combo 22/23 da Weekly Shonen Sunday vai publicar o último capítulo do mangá Keijo!!!!!!!! De Daichi Sorayomi. Ficamos sabendo que o 16º volume vai ser lançado em Maio, o 17º em Junho e o 18º em Julho.


A história de Keijo!!!!!!!! se passa em um Japão alternativo que tem um grande esporte chamado "Keijo" onde as concorrentes estão em plataformas flutuantes na água e devem usar as suas bundas por que não? e peitos para lutar e empurrar as outras para fora da plataforma. Nozomi Kamenashi, é uma estudante do ensino médio. Foi criada numa família pobre e espera ganhar muito dinheiro a jogar Keijo. Ela tem formação em ginástica, um bom equilíbrio e flexibilidade.

Keijo!!!!!!!! Começou a ser lançado em 2013 e a Shogakukan publicou o 15º volume a 31 de Março de 2017. 

Eu particularmente não cheguei nem assistir o primeiro episódio, estou fugindo de quaisquer comentários sobre esse mangá.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eu nunca fui muito fã de ReLife, de fato eu escrevi uma postagem enorme aqui no blog sobre como o anime mudou a minha vida e a maneira de olhar as coisas ao meu redor e sim ele realmente fez isso, o anime fez isso não o mangá, não curti muito como a história seguiu adiante depois que o anime acabou então provavelmente não irei assistir esses episódios do OVA. Digo a mesma coisa sobre as duas notícias seguintes, não tenho interesse em Eromanga Sensei fico feliz pelas vendas mas nada que me deixe interessado e Keijo nem comento... 

Então isso é tudo pessoal
Fonte: OtakuPT
Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D 

21 de abr de 2017

Comentários do Cachecol - Sekai Oni - 30


Aloha Família. Floriculturista tristes e Sorridentes humanos que não choram em funerais. Cachecol aqui nesta noite nublada e gelada, trazendo hoje mais uma postagem para o blog. Pra falarmos hoje sobre Sekai Oni esse mangá ai que seria fofo senão estivesse sendo trágico

Sekai Oni - 30:


Esse capítulo foi bem interessante, eu sei que digo isso em todos os capítulos, porém o quanto de bizarro ele fica é o tanto que ele fica interessante. Eu gostei desse de cara porque temos o Adachi o nosso amigo revoltado que eu tinha certeza que tinha morrido ou desaparecido já que alguns capítulos não estamos encontrando ele. Ele aparece no seu trabalho que eu não entendi muito bem já que a sua mãe que gostava de flores por qual motivo continuar trabalhando em caso se a sua mãe morreu? Mas lá estava ele trabalhando até que a chefe dele disse que tinha uma encomenda em um funeral... De quem é esse funeral? 


Logo abaixo vocês podem ver a imagem, sim o funeral é da família que a Azuma está, todos esses parentes queridos dela que ela tanto ama, e que até está colocando a prova isso de que em funeral não se pode chorar mais sim rir, ela está curtindo horrores o que está acontecendo, esse sorriso estampado no rosto dela conclui aqui que ela é a minha personagem preferida, a segunda eu diria já que em primeiro temos o guerrilheiro. O legal dessa cena é que tem o pirralho descendo a mão na cara dela enquanto ela fica só aceitando os tapas, porque na próxima noite é só usando energia suficiente que ele vai morrer, tomar uns tapa vale a pena se depois você vai matar a pessoa sem nem mesmo encostar nela. 


Eu imaginei que em algum momento os dois iriam se encontrar e foi o que aconteceu, o Adachi meio que "salvou" a Azuma de continuar tomando os tapas no primo, e para trocar uma ideia já que a única ali que vem passando pelo o mesmo que ele está passando é a Azuma ele meio que sequestrou ela para uma cafeteria para conversa, tal conversa que não foi muito pra frente eu creio que o autor só aproveitou essa parte pra puxar um gancho pra ultima página, onde o Adachi encontra meio que um circulo que parece muito ter algo haver com os demônios globais. 


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Estou animado para o próximo capítulo, pois agora acima de tudo eu estou com duvida dessa marca na mão do Adachi, eu tinha algumas dúvidas sobre alguns personagens, mas essa especificamente é a minha principal.           

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

Comentários do Cachecol - Souryo to Majiwaru - 2


Aloha Família. Monges que precisam de Sexo e Meninas inocentes... Cachecol aqui nesta tarde ensolarada e só um pouquinho abafada desse animado feriado, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, pra conversamos sobre Souryo to Majiwaru esse anime que vem dando o que falar na comunidade otaku

Souryo to Majiwaru - 2:

Sem sombra de duvidas que esse é um dos animes mais engraçados que eu estou assistindo, eu só acho engraçada a reação da Fukatami e também tem o Kujo que trata tudo tão naturalmente e olhando pelo ponto de vista humano não deixa de ser algo anormal né. Nesse episódio em si soubemos que de fato teve o ato divino cês entenderam e logo em seguida o Kujo e a Fukatami começaram a rever o passado, na qual conhecemos todos os momentos do Kujo da infância até os dias atuais, porém o ponto chave e o gancho para o próximo episódio é o Kujo convidando a Fukatami para ir ao templo, creio eu e seria sem lógica senão, que é o templo da família dele, na qual ele é o monge lá. O que realmente me surpreende além do fato de ser tão normal e por que não seria? do Kujo dizer claramente que precisa de sexo, o que acima de tudo é que muita gente diz que a Fukatami é toda inocente e não queria... E bem meus amigos... Ela queria sim, ela demonstrou isso no episódio passado e deixou claro agora nesse, vamos aceitar que um romance está querendo aparecer.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nesse segundo episódio ainda nada aconteceu que por um lado é bom e outro lado é ruim. Será louco mesmo se no próximo episódio o ato divino for dentro do templo, ai o mundo vai ficar louco mesmo, já que tem uma galera ai meio revoltada sabe. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

20 de abr de 2017

Primeiras Impressões - Sin: Nanatsu no Taizai


Aloha Família. Pecados Capitais e Anjos Caídos. Cachecol nesta noite nublada e abafada ao mesmo tempo, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, véspera de feriado. Hoje mais uma primeiras impressões, desta vez desse ecchi que todos estão esperando. 

Irei fazer minhas primeiras impressões colocando dois pontos nesse episódio, o ponto dos humanos na qual temos um ambiente bonito e muito bem delicado e trabalhado, com uma trilha sonora gostosa e talvez um plot pra história que se for explorado vai longe. E temos o ponto infernal, lá no inferno que conhecemos todos os demônios que também são os pecados capitais, eu não peguei ainda muito bem o nome que elas usam, porque eu fiquei tentando desviar primeiro o olho, ali sim temos algumas cenas bem indecentes, eu sabia que o anime tinha ecchi, mas não esse tipo de ecchi com falas bem diretas no sentindo pornográfico e cenas com closes bem localizados, o anime me surpreendeu nisso. Tem tudo pra ser o melhor ecchi da temporada principalmente por não ser aquele ecchi fofinho, mas sim um agressivo e até então não ter homens, fazendo assim aquele grupinho de pessoas não perturbarem tanto. Mesmo com vários momentos ecchis legais, a história parecendo interessante a meu ver e talvez de alguns os que ficaram legal mesmo foi às cenas de luta, fizeram uma confusão enorme só pra colocar todas as personagens pra lutar no primeiro episódio, de certa forma deu certo, eu opto por ir lutando aos pontos, mas assim também fica legal. E o final do episódio, os segundos finais do episódio deixou bem claro o que podemos esperar do anime. Além de claro ter um encerramento divino ou nesse caso demoníaco.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

19 de abr de 2017

Primeiras Impressões - Saenai Heroine no Sodatekata - Segunda Temporada


Aloha Família. Fãs loucos de ecchi e Diretores de grupos de jogos. Cachecol aqui nesta tarde nublada e gelada de quarta-feira, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, pra falar desse ecchi que tem um pouquinho de anime, minhas primeiras e sinceras opiniões.

Saenai Heroine no Sodatekata: 

Podemos começar com a famosa piada "tem um anime nesse ecchi" porque acima de tudo isso foi o que eu mais vi. Eu não cheguei a procurar saber se mudou o diretor da primeira pra segunda temporada ou algo aconteceu pra tudo aquilo ser jogado na nossa cara, porque meus amigos quanto ecchi foi colocado, aquelas cenas e zoom bem desnecessários. E outra coisa que meio que me intrigou foi à abertura com um toque bem dramático, o anime é um slice of life de pura comédia, se tem 12 episódios um for um pouquinho dramático é muita coisa falando claro com base na primeira temporada. E falando em comédia esse anime continua com a essência que eu gosto tanto, aquele momento que o garoto fala algo muito legal ou algo do passado com tantos detalhes que faz a garota ficar tocada pelo momento de romance, mas ai do nada ele desaparece e o clima é cortado, esses momentos de comédias são bem encaixados, mas ai acaba ficando meio caído pelo ecchi tão forçado que logo em seguida é mostrado. Em questão de comédia ele é um forte competidor, mas para os próximos episódios tem que tirar esse ecchi, ou pelo menos diminuir, porque não lembro a primeira temporada ser tão recheado assim, claro que fãs anos que eu vi a primeira então devo está ficando ofuscado, mas fazer o que né.

Parece até um hater falando, mas não é isso tudo não, eu gostei muito da temporada, gostei dessa nova histórias e coisas que estão por vim, o que eu não gostei foi do ecchi, a primeira temporada foi o meu anime preferido daquela temporada, ai chegar com toda animação e ver tal coisa me deixou meio desanimado pra continuar, mas bola pra frente porque sinto que isso pode mudar.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

18 de abr de 2017

Capítulo Cinco - Compra de Itens


Um dia se passa depois da missão recebida pelo grupo, agora todos preparados e descansados com os olhos brilhando sobre a grande aventura que está por vim, o grupo de aventureiros marcaram o local de encontro em frente ao estábulo na qual seus cavalos sempre descansam, pra variar James acaba se atrasando ao encontro fazendo assim diversas idéias de como ser morto surgi na cabeça de Floki e antes que tais coisas pudessem ser colocas em prática o clérigo aparece sorridente como se nada estivesse acontecido, o primeiro a falar algo é a Ascherit que deixa claro a demora dele e que na próxima vez o grupo partiria sem esperar ele. 

- Oh me desculpe, apenas estava fazendo minhas oferendas ao meu senhor – Diz James 
- Jamais irei querer saber do que se tratam essas oferendas – Responde Floki

Antes que Ragnar pudesse mandar os companheiros ficarem quieto para ir de encontro com a senhora responsável do estábulo, o grande portão da fortaleza que protege os grandes cavalos da chuva e do perigo é aberto, dentro dele surge uma senhora corcunda com trazendo consigo um sorriso majestoso, usando uma roupa pesada de frio como se estivesse se preparando para uma longa viagem no ártico ou talvez acabado de voltar de lá. A senhora fita todo o grupo e logo em seguida balança a cabeça com um ar de desaprovação ao ver Floki e James discutindo como crianças 

- Vocês não mudaram mesmo – Diz a Senhora
- A culpa não é minha se esse aqui sempre se atrasa – Diz Floki apontando para James
- Olha minha grande fonte de sabedoria – Diz James abraçando a senhora – Finalmente decidiu aceitar o meu senhor em sua vida? 

Em silencio a senhora retira os braços de James do seu corpo e limpa sua roupa como se James tivesse infectado ela, com um sorriso no rosto Ragnar debocha dizendo que a resposta dela tinha sido dita naquele ato, depois de todos rirem menos James a senhora conduziu todo o grupo para dentro do estábulo, lá dentro Ascherit que nunca tinha pisado ali viu um longo galpão de dois andares com diversas divisórias e grandes e esbeltos cavalos quietos como se a presença da senhora fosse à mesma de um chefe da guarda real. 

Sem muita demora à senhora leva o grupo de encontro com seus fieis companheiros de estrada, o primeiro a ver novamente seu animal foi Ragnar que foi guiado pela senhora subindo para o segundo andar do estábulo onde na terceira divisória estava lá seu cavalo um ser glorioso branco como a neve esperando seu novo ir para seu encontro, sorrindo Ragnar pega seu cavalo já preparado para aventura, logo em seguida vem Ascherit que encontra seu amigo de aventura que ao ver ela relincha de felicidade, um cavalo não tão corpulento como de Ragnar mais ainda sim muito bonito por ter seu corpo todo malhado.  Descendo para o primeiro andar antes que a senhora pudesse falar James já estava indo de encontro ao seu cavalo, um ser muito difícil se não se reconhecer, um animal magro com a pele negra e dentes negros como se estivesse podre para James nada disso parecer algo abominável pelo contrário o mesmo adora seu animal do jeito que ele é. Por fim a senhora acompanhar Floki explicando pra ele que seu animal novamente tinha fugido do estábulo provando que até mesma aquela fortaleza poderia ter falhas, porém ainda sim foi encontrado e levado de volta, o animal que não era um cavalo mais sim um asno ao ver Floki demonstra querer atacar o mesmo como se tivesse algum tipo de raiva pelo dono, porém não demora muito e brincar com ele como se fossem amigos de longa data.

- Jamais irei entender esses dois – Diz Ragnar
- Eu ainda estou tentando entender – Diz Ascherit com um olhar pensativo – Aquilo é um asno? Ele é um anão e monta em um asno? 
- Algum problema com isso? – Retruca Floki vindo em direção ao grupo – Ele é meu fiel companheiro, muito mais amigo do que vocês ai 
- Claro claro, tão fiel que foge pelo menos duas vezes por semana – Diz James rindo 
- Crianças parem, querem brigar já sabem pra onde ir – Diz a senhora apontando pra rua enquanto guia o grupo para fora do estábulo 

Após sair do estábulo e Floki perturbar um pouco mais a senhora do estábulo por não ter resposta concreta pelas escapadas de seu animal, todo o grupo se reuniu e decidiu seguir em frente, porém antes que pudesse realmente parti para aventura de braços cruzados Ascherit ficou até Ragnar se tocar que deveria falar algo

- Vocês pretendem seguir em uma aventura sem nenhum tipo de material ou equipamento? – Diz Ascherit sem entender 
- Oh... Quase esquecemos isso, temos que comprar comida - Diz James sorrindo 
- Sim sim vamos comprar comida, além de muitas outras coisas – Diz Ragnar
- Só temos que juntar todos os nossos dinheiros para ver o que comprarmos – Diz Ascherit 
- ... – Silencio seguido pelo resto do grupo 
- Vocês... Estão com algum dinheiro em mãos – Pergunta Ascherit 
- Eu perdi meu dinheiro apostando em vocês, tenho quase nada aqui – Diz James enquanto aponta para os anões e em seguida mexe nos bolsos 
- Eu tenho a mesma quantia que você Ascherit – Diz Ragnar – Enquanto a você Floki... O que tem em mãos? – Pergunta ao companheiro encarando 
- Eh... Então... Nem conto a vocês o que aconteceu – Enrolando ao falar diz Floki 

Depois de muito esforço e táticas indescritíveis os companheiros de Floki conseguiram retirar o dinheiro dele, após contar tudo que possuíam decidiram separar o dinheiro por igual e seguir até o porto comercial da cidade de Coronar para comprar alimentos e equipamentos que acabam sendo descartáveis para seguir na aventura. Já que Selene e seu grande grupo de companheiros já partiram horas a frente deles, o grupo sem muito pensar entrou na primeira loja todos juntos para comprar tudo logo e subir em seus animais. Ao entrar na loja o grupo se depara com um ambiente envelhecido com um ar de terra antiga, as paredes de madeira gastadas com o tempo imploram por uma limpeza e pintura, o chão que a cada pisada gemia como sofressem de dor os diversos itens pendurados e empilhados aos montes na pequena loja deixavam claro que ali talvez seja o local perfeito para as compras. Um senhor recebe o grupo no balcão, um olhar cansado e sem vida do atendente chama atenção do grupo, um senhor que mesmo com aparência demonstrando um fim de vida, ao começar a pronunciar as palavras mostra para todos no grupo que a vida está muito bem naquele corpo, antes mesmo de o mesmo senhor começar a oferecer as coisas para serem compradas. 

- Grandes aventureiros é uma honra atender vocês aqui na minha humilde loja – Diz o senhor da loja sorrindo 

- Ele está zoando a gente né? – Diz Floki sussurrando para Ragnar 

- Senhor queremos comprar alguns itens para nossa aventura – Diz Ragnar ignorando Floki e tomando a frente do grupo 

- Podem falar o que querem que irei buscar imediatamente – Diz o Senhor puxando uma pequena cesta de palha
Ragnar foi o primeiro do grupo a decidir o que ia comprar, deixou para trás Floki e James que estavam discutindo sobre quem iria levar um alaúde sendo que os dois não sabem como tocar.
Ragnar decidiu levar os seguintes itens: Uma mochila de couro, um saco pra dormir, um frasco de água, cinco rações de comida; James antes que pudessem segurar ele tomou a frente e disse que queria levar os itens: Um saco de dormir, um lampião, um pé-de-cabra, uma corda, um frasco d’água, sete rações de comida; Floki boquiaberto com o olhar de desaprovação foi a diante e pediu os itens: Um saco de dormir, um lampião, um pé-de-cabra, uma corda, um frasco d’água, sete rações de comida; Por fim Ascherit após ver o grupo agindo que nem criança pediu os itens: Dois frascos d’água, uma corda, um lampião, uma mochila de couro, óleo, cinco rações de viagem, saco de dormir;

- Meu querido e amado clérigo, me explique... Por que um pé-de-cabra? – Diz Floki ironicamente
- Nunca se sabe o que vai encontra meu caro... E você, por que está levando um então? – Pergunta James
-Por que... Eu sou um LADRÃO – Exclama Floki
- Parem os dois – Diz Ascherit indo de encontro a possível briga do anão com elfo – Querem resolver algo vão lá pra fora – Aponta para porta
- Obrigado meu senhor, pelos itens, vamos parti imediatamente para aventura – Diz Ragnar prestando reverencia e empurrando os dois brigões para fora. 

Sem demais, o grupo sai da loja com todos os itens já comprados e arrumados nos animais, o sol cada vez mais começar a cair e assim a lua começa a querer aparecer. O grupo caminha devagar em cima dos animais pela cidade ouvindo as esperanças de boa sorte e aventura de alguns comerciantes conhecidos deles. Começando a sair da cidade o grupo ver de cara estrada que liga a cidade a uma enorme e longa floresta sóbria, única maneira de chegar ao castelo da bruxa e conseguir obter a orbe mágica novamente é pegando essa estrada e acima de tudo passando pela floresta, o grupo se reúne em uma fila única tendo em primeiro lugar Ragnar seguido por James, Floki e cuidando na retaguarda do grupo Ascherit já com escudo em uma das mãos enquanto a outra guia o cavalo. E com isso o grupo desaparece das sombras da cidade e entram de vez na floresta seguindo a estrada de chão batido para o castelo da bruxa... 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Parece que agora tudo está pronto para grande aventura, o grupo parece está animado para arrancar a orbe das garras da bruxa... 

Mas será que eles irão conseguir? Saberemos nos próximos capítulos.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D