27 de jun de 2015

Essa organização ainda vai me matar

Yoo' Pessoas \ô/


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde quente muito quente, trazendo mais uma postagem para o blog, e pra falar hoje um pouco da minha vida que talvez você não queira saber, mas não estou ligando, irei mesmo assim escrever.

Antes de irmos a postagem, eu realmente estou feliz, pois se você não vive em uma caverna, já deve ter visto alguém do seu facebook com a foto "colorida" né, eu curti muito essa campanha do #LoveWins, na minha humilde opinião o amor não precisa de gênero, raça ou cor, e sim de amor. Então eu aderir por completo, no facebook e twitter também estou "colorido". Agora vamos a postagem.

Eu já falei várias vezes aqui e já xinguei também muito no twitter, sobre a minha organização, bom eu tenho graças a Deus um maravilhoso probleminha chamado "Transtorno Compulsável Obsessivo" pros intinos "TOC" que simplesmente não me deixa ter uma vida normal, nada que esteja desorganizado passar pelos meus olhos e fica vivo pra contar história. Eu tenho simplesmente um ataque epilético ok exagerei agora. Creio eu que isso começou com as minhas manias de ajeitar o notebook tentando sempre deixar ele simétrico, depois foi no meu guarda-roupa, na cama, no meu cabelo eu sei é impossível e agora é na minha vida, toda vez que vejo algo torto eu vou lá e deixo reto, minha namorada fica pra morrer com isso, e quanto eu trabalhava na farmácia digamos que meu passa-tempo era ficar arrumando remédio.   

Bom tudo isso eu já falei aqui em outras postagens que não me recordo agora, mas eu sei que já falei, no entanto naquela época eu não ligava tanto pra isso, hoje em dia eu me tornei literalmente o "velho" da casa, como muitos já sabem, eu sou uma pessoa muito ranzinza e só vivo reclamando de tudo, e parece que por eu ser assim a minha família provoca mais, por exemplo, eu vou pra academia e quando voltou meus irmãos estão no computador ou assistindo televisão e suas camas bagunçadas, roupas de dormi no ventilador do teto eu já vi uma vez e por ai vai, me diz quem não tem um ataque com isso? eu falo isso, porque eu que arrumo a casa, como meus pais só vivem trabalhando, todos os trabalhos domésticos fica por minha conta, e um dos grandes erros da minha mãe foi me dar o poder de mandar, desde então ninguém anda descalço em casa, bebeu água lava o copo e por ai vai, eu faço meus irmãos passar o que passei quando tinha a idade deles. 

E por fim, antes que alguém ainda esteja pensando em assinar pra que eu seja eternado, eu ganhei a habilidade de ver poeira, isto é, todo os dias meu corpo me faz varrer a casa e fica passando o dedo nos moveis como naqueles filmes na qual a mulher lá rica faz isso com a empregada ou escrava, e se tiver alguma poeira irei passar tanto o pano que mudo até a cor da maneira. É serio, estou ficando maluco e provavelmente irei morrer até o final do ano, se as coisas continuarem assim, meu coração não aguenta tanta falta de desorganização no mundo. Eu quero parar de ser tão certinho e organizado, eu quero voltar a ser aquela pessoa que largava a camisa no sofá ou na cama e só pega três dias depois, quero parar de dar faxina na casa todo sábado por vontade própria, resumindo, estou com sérios problemas internos. 

Então isso é tudo pessoal
Socorro :'T
Obrigado por esta no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :3

2 comentários:

  1. Eu já conheci pessoas com esse transtorno, na verdade conheço 3... e uma delas gosta muito disso, e ela diz que é porque facilita o trabalho dela ela sendo tão organizada, e os outros dois odeiam isso. Falam que é impossível por exemplo ver uma mesa onde há lápis largados e não arrumar, dizem que é um verdadeiro inferno. Já estão fazendo um tratamento, mas dizem que não está ajudando tanto.

    Eu também tenho um amigo que sofre de um problema semelhante, ele não suporta germes... Tem verdadeiro pavor. Ele sai para todos os lugares usando luvas, não permite que ninguem toque suas coisas ou o toque, e lava as mãos compulsivamente a todo o momento, as vezes da para ver algumas feridas na mãe dele quando ele as lava. Isso é realmente estranho, mas ele diz que já está se tratando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já tentei fazer tratamento também e não deu muito certo, então eu estou me acostumando, mas tem dias que é muito ruim mesmo.

      Excluir