6 de ago de 2015

Falando Sobre Episódio: Rokka no Yuusha - 5

Yoo' Pessoas \ô/


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde ensolarada, quente e estressante, eu digo isso pois todos os meus planos foram jogados no fundo do mar, graças a minha internet, que decidiu SUMIR do universo, mas voltou, mas já já desaparece, então aproveitando esse tempo, cá estou eu com o quinto episódio de Rokka no Yuusha. 

Episódio - 5:


Episódio já começa com a conversa que eles estavam tendo, sobre o  dos 7 um deles ser imposto, já que só existe 6 heróis, pensar que a regra mudou e agora pode mais um? não né. E quando eu pensei que não iria encontrar ninguém mais retardado e engraçado que o Adlet, surgi o Hans, que pra o estilo de roupa e jeito, o seu humor negro caiu perfeitamente. Eu achei consideravelmente normal todos entregarem suas armas, já que ninguém sabe quem é quem ali, se é aliado ou inimigo até descobri que é o imposto, até ai eu aceitei, mas no momento que vi a Flamie presa/acorrentada eu fiquei irritado, ok ela não está muito bem falada, mas prender? eles tiveram seus motivos, mas ainda não aceito. E ai que chegamos no que eu queria, quando seus personagens começaram a falar de si, claro o Adlet já sabíamos, mas tem personagem que não sabia nada, e depois de duas horas do Adlet falando, foi a vez da Princesa de Peina que eu ainda não sei o nome, e o Hans pra variar soltou uma piada, e vamos deixar algo certo aqui, o Goldov é muito chato com todo aquela moral que acha que tem de falar "olha... você não tem direito de falar com a princesa e blá blá blá" isso é muito chato pra um personagem, serio até vai, mas é chato e além de tudo se esse anime fosse um Akame ga Kill da vida, queria ele morto, assim de primeira, quando ele vai se apresentar e sai puxando a Flamie, é revoltante, sim eu estou apaixonado por ela e pra mim é algo estupido a se fazer, mas ok, pra mim o que realmente valeu foi a "analise" do Adlet sobre os heróis. E de todos o que menos gostei não foi o Goldov e sim a Chamot, além de ser um tanto que "nhem" eu espero que apanhe um pouco, essa arrogância é muito forçado pra um personagem cujo um dos seus atributos é ser "kawaii", conquistar a pessoa que está assistindo, e isso não aconteceu. E o mais engraçado foi o Hans, "oi eu sou o Hans e trabalho como assassino" me diz um motivo pra não suspeita de uma alma assim? e também gostei de saber do estilo dele de luta, como ele mesmo falou "os gatos foram meus mestre", por isso todo final de frase ele solta o "nya", só falta lutar dessa maneira também, como ainda não vi isso, não sei. E por fim foi a história da Flamie que me deixou arrepiado e maluco, ela é meia humana meio demônio? e depois de dizer que ajudou no renascimento do Arquidemônio e tudo mais, preferiu ficar calada, assim não da pra ajudar né? estão procurando um traidor, e dentro deles tem uma meia humana, meio demônio que ajudou no renascimento do demônio que eles querem matar, como defender assim?. Porém o que ela falou me deixou animado, mesmo ela sendo a suspeita principal, ela lembrou a todos que alguém ali está mentindo, pelo menos ela mostrou provas da sua inocência, e as outras pessoas?. E a cara que o Goldov faz toda vez que o Adlet é legal com a Princesa é muito engraçado, todo episódio vai ter uma cena assim, isso virou o alivio cômico do anime, e por fim outra treta foi lançada, agora com Adlet, Hans demostrou pra mim ser muito inteligente agora, todo o seu raciocínio, mostrando que o Adlet pode ser o inimigo, o jogo virou e quase todo mundo está contra ele, agora quero muito ver o próximo episódio.

Um episódio muito bom, um pouco parado e misterioso, mas gostei muito de como as coisas foram sendo desenroladas, como o jogo mudou de uma hora pra outra, no começo achei que o inimigo poderia ser a Flamie, depois passei para Moura e agora para o Adlet, para o próximo só quero saber como isso vai ser resolvido.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por esta no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :3 

0 comentários:

Postar um comentário