15 de out de 2015

Falando Sobre Episódio - Sakurako-san no Ashimoto - 1

Yoo' Pessoas \ô/


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde extremamente ensolarada e mesmo com o ar condicionado na minha cara estou derretendo aos poucos, e cá estou eu com mais um Falando Sobre Episódio, segunda temporada dessa rodada de analises loucas de animes. E pra começar bem estou trazendo um dos animes que mais esperei e aguardei, Sakurako-san no Ashimoto o nome é bem grande e por isso estou abreviando. Esperei passar uma semana pós lançamento pra sempre ter um episódio a mais, isto é essa postagem é do episódio 1 porém já saiu o episódio 2, fiz isso pra me atrasar como aconteceu com Gangsta. Então sem muita enrolação cá estou eu :D

Episódio - 1:

A Princesa que Ama Ossos 

O episódio assim que começou demonstrou ser muito suave, essa foi a minha primeira e melhor impressão que já tive de um anime, animes com essa pegada de começar com algumas palavras pra depois ir para a animação vem crescendo muito e deixa o anime muito mais interessante. Temos o personagem principal dizendo todas as coisas lógicas que e uma cidade deve ter porém que na dele não tem, como ele mesmo citou algumas vezes "a cidade está estagnada" e com isso já me prender, pois por qual motivo a cidade esta assim e talvez até seja melhor que ela seja assim para que a história possa se desenrolar facilmente. E para a minha surpresa temos a personagem Sakurako que é alguém que eu imaginei uma personagem fria e que ama ossos, porém tem outras coisinhas diferente dela, ela tem um humor bem acido e um jeito irônico encantador, que faz o nosso personagem principal ficar apaixonado, digo isso pois foi o que pareceu, eu esperava e saiu na sinopse que ele o Tatewaki e ela eram namorados, porém ela está noiva de alguém que ainda não apareceu só o nome foi dito, logo talvez algo mais pra frente pode vim acontecer com esses dois pombinhos.

E falando neles quando eu citei que ela ama ossos, são ossos mesmo sabe de todo tipo de ser vivo, ela é toda seria em momentos normais, porém quando ver algum osso só falta te um orgasmos (não precisava usar isso com exemplo...) e um dos momentos engraçados desse episódio que eu jurava que não teria, foi quando o Tatewaki encontra uma caveira humana na praia e como qual quer outra pessoa normal toma um susto, até porque não é todo dia que encontramos caveiras humanas em uma praia ele decidi ligar pra policia, e o ponto engraçado dessa cena é que está lá ele puxando o celular e discando o número enquanto a Sakurako está dizendo todos os pontos bonitos da caveira e detalhes e coisas especificas e do nada ela toma um choque de realidade com um "aló e da policia?" esse momento foi hilário, por mais que seja clichê não deixa de ser engraçado.

E a policia chegou, brigou e tentou de uma forma civilizada tirar a caveira da mão da Sakurako pois é uma caveira, não é um brinquedo sabe, mas ela com todo seu charme e inteligência mostrou que pode sim ficar com a caveira pois a policia jamais ira encontrar o assassino já que o ocorrido se passou a mais de 100 anos atrás, e esse momento eu fiquei como o Tatewaki "mas como ?". Essa mulher é incrível o seu jeito a forma que pensa e agi estou ficando apaixonado por ela, principalmente naquela parte que ela manda para o carro da policia, sim ela mandou em um policial, foi em uma cena do crime e mando um dos legistas abrir o saco na qual tinha os mortos e sim ela mandou nos legistas eu queria saber até onde ela iria, o único freio dela é o Tatewaki e o cara estava longe, foi o suficiente pra ela puxar as luvas da um peteleco na cabeça e xablau tudo muda de cor, vários esqueletos de animais começam a andar, me lembra muito o estilo do Kobayashi de Ranpo Kitan, animes de mistérios e com seus protagonistas em seus momentos de transformação.

E por fim o coitado do Tatewaki não conseguiu o seu "festival do camarão" a Sakurako não conseguir roubar ou pegar como recompensar a sua caveira por ter ajudado a solucionar boa parte do crime que por sinal me lembrou muito Ranpo Kitan, o estilo de como foi descrito o crime e como ela resolveu me lembrou muito, animes de mistérios querendo ou não se parecem, só aceitem, porém esse tem essa pegada especial com os ossos.

O que eu achei do primeiro episódio:

Amei, um anime que cumpriu o que mostrou na sinopse, tem uma pegada bem leve e suave, e animes assim sempre me prende, temos dois personagens que eu adoro nesse estilo de anime, o preocupado que só vive protegendo o sem noção e o sem noção que quando tem um objetivo em mente vai e faz e ponto final. Obvio que não teve nada muito grande e por isso eu fiz bastante piadinha sem noção nessa postagem, meio justo já que é o primeiro episódios e tinha que apresentar todo mundo.

O que esperar para o próximo episódio:

Eu quero muito no próximo episódio que apresente novos personagens, como por exemplo mais alunos escola do Tatewaki, como é o trabalho da Sakurako já que pegar ossos na praia não é bem um trabalho né. Quero também mais momentos de "tentativa de romantismo" dos dois personagens, Tatewaki e Sakurako formam um casal lindo, tanto como amigos como outra coisa.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por esta no meu blog.

E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :3

0 comentários:

Postar um comentário