8 de out de 2016

Cansei do Ecchi


Aloha Família. Cachecol aqui nesta madrugada um pouco abafada e um pouco gelada também, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, quero compartilhar um pouco do que eu acho dos animes ecchis dos dias atuais e como eu me magoei com um anime ecchi. 

Antes de começar falar sobre esse assunto, gostaria de compartilhar algo muito triste que aconteceu comigo a pouco tempo se não quiserem saber o que houve podem pular direto para postagem no próximo parágrafo antes que alguém venha pensar em dizer algo, lembre-se de quem é o blog ok? OK, bem resumidamente falando eu tinha um anel que eu ganhei de uma amiga que posso considerar uma irmã mais ou menos 7 anos atrás e por mais engraçado que seja ou não tão engraçado assim o anel sempre coube no meu dedo até quase agora, eu estava conversando com meu irmão e sem intenção eu bati de leve na parede do quarto coisa que já fiz várias e várias vezes e nada aconteceu, porém hoje o anel foi despedaçado eu quebrei ele em várias partes pequenas, eu não sei como mas eu acabei quebrando e todo o sentimento e a promessa que eu fiz simplesmente foi pro lixo, eu juntei todos os pedaços e coloquei em um pote pequeno e deixei guardado no meu quarto, mas sei lá como esse mundo é louco não? Eu gostaria de fazer vocês pensarem nisso, alguma vez já quebrou algo de um valor sentimental muito grande e ficou se sentindo mal por isso? Pensem nisso pois eu estou sem palavras ainda. Agora de fato vamos para postagem:

Eu estava pensando muito nisso de alguns meses pra cá, sinceramente falando eu nunca fui muito fã em si de ecchi, nunca achei interessante esse conceito e estilo de anime, para que o ecchi da temporada entrasse na minha lista de duas uma ou ele deveria ter uma história cativante ou ele deveria em fazer rir sem parar que basicamente falando é o que todo ecchi tem né, um exemplo de ecchi que junta essas duas coisas em uma só é To Love-Ru e sim eu sei estou falando dele mesmo e eu irei explicar isso agora com talvez uma longa história: Muita gente não acredita mas To Love-Ru é um exemplo de ecchi que vale muito a pena assistir, porém assistir até uma certa temporada, os primeiros 26 episódios que no caso é a primeira temporada e o mangá "To Love-Ru Trouble" que tem lá mais de 100 capítulos, esses sim é um exemplo de ecchi com história e uma ótima história por sinal, personagens cativantes, enredo fiel sem quase nenhum furo de roteiro e comédia romântica do começo ao fim, claro que naquela época já tinha bastante fanservice pra cima da Lala personagem principal, pra quem não sabe fanservice é um termo usado para atrair público, fazer os fãs da série gastar dinheiro como se não houvesse amanhã só pra ter algo um pouco "pervertido" do seu personagem, pode parecer idiota mas vocês novatos nesse mundo não fazem ideia do quanto isso vende, quanto de anime só teve segunda temporada por causa disso, mas voltando ao TLR, a série tinha uma consistência incrível, fãs fieis eu era um desses e tudo pra dá certo, porém veio animes como High School DxD que dominou todo o mercado com sua apelação nível demoníaca entenderam à referencia? e para os fãs de To Love-Ru uma mudança gigantesca aconteceu, tanto o mangá como o anime mudou demais em sua segunda temporada, quando veio o To Love-Ru Darkness logo nas primeiras páginas do mangá fomos bombardeados de peitos e cenas mega forçadas e no anime é algo muito mais insano, eu como fã da série fiquei muito chocado com toda mudança que ocorreu, eu não achei que o mangá que eu estava lendo de fato era o To Love-Ru Trouble, logo o mangá que eu batia no peito e defendia por não ter se rendido ao mercado dos ecchis forçados e apelativos, eu não conseguia aceitar que o autor estava me entregando aquilo, porém depois de pesquisar a fundo pra ter certeza que tudo aquilo era um doujinshi e não o verdadeiro mangá, para minha triste surpresa era real. To Love-Ru mudou e foi para o mesmo universo de High School DxD entre muitos outros animes ai, esse termo "ecchi" pode ser facilmente substituído por  "hentai" que não vai causar nenhuma diferença, digo isso pois estou tentando ler alguns capítulos do To Love-Ru Darkness para tentar entrar nessa nova temporada do mangá, mas está sendo uma guerra. 

O que eu acabei de comentar agora foi a minha realidade com um ecchi, eu nunca fui fã e alguns anos atrás quando eu decido entrar nesse universo dos ecchis e acompanhar algum eu acabo me decepcionando, mas ainda continuo sendo fã da obra só não aprovo o que vem acontecendo, no entanto meus amigos comentar sobre To Love-Ru não foi o motivo que me fez querer fazer essa postagem, na real eu queria a muito tempo reclamar de TLR, mas hoje eu quero confirma algo que muita gente já confirmou: "Japonês inventa cada coisa hein?!" quando muitas outras pessoas inclusive eu pensaram que nada mais poderia ser inventado no mundo dos ecchis, és que hoje eu abro o site e vejo o primeiro episódio de um anime chamado "Keijo!!!" por mais que eu queira reclamar do anime e julgar ele ou crucificar talvez, o que me foi apresentado nesse primeiro episódio me faz querer agarrar a ideia, temos um plot para o anime, um enredo pra ser construído, gostei bastante da animação e da sonoplastia, tem muito clichê ÓBVIO e fanservice então nem preciso dizer, mas o anime me comprou eu tenho que ser sincero e falar, porém eu não vou assistir é não, não irei pelo simples fato de que sempre começa assim, esse anime em seu primeiro episódio demonstrou que é o peso forte dos ecchis e eu vi em sites que ele de fato vem pra ser o líder dos ecchis da temporada, mas como eu falei sempre no começo é assim e eu sinto que mais pra frente vai começar a vim action-figures e cosplay ai o anime vai se torna mais apelativo do que é e pra virar nem vai precisar de tanto esforço assim só diminui uma roupa aqui, colocar um gemido ali e dai por diante, então não eu não irei agarrar esse anime quem sabe na próxima temporada. 

Na verdade parece que depois de To Love-Ru eu ando me sentindo "traído" e com isso não consigo assistir mais nenhum ecchi, não consigo comprar a ideia do anime e o que ele vem trazer, únicos tipos de ecchi que depois de To Love-Ru eu acompanhei e muitos até terminei são os que o foco principal é a comédia, tendo sim muitas cenas ecchi porém o foco principal é a comédia e quando falo do ecchi é o ecchi verdadeiro e não pura apelação e fanservice, para quem não é dessa "geração" estou falando do ecchi só com cenas de calcinhas ali outras aqui, piadas de duplo sentindo porém raramente aparecem e dai por diante muitas pessoas não gostam mas é um tipo de ecchi agradável aos meus olhos, ouvidos e coração, um exemplo disso e que eu recomendo é o "Kono Subarashii" que é um anime simplesmente perfeito nessa categoria, temos uma quebra de esteriótipos tendo o personagem principal bem idiota e fraco e a personagem feminina sendo escrota e falando merda, saindo daquela "inocência" e tropeços que mostram até o útero da garota que os animes ecchis de 2016 adoram mostrar. desculpem o palavreado mas acabei explodindo Pra finalizar eu vou ser aquele tiozão dos animes mais uma vez aqui e dizer "não se fazem mais ecchis como antigamente" hoje em dia eu prefiro assistir um hentai do que assistir um ecchi e acreditem eu só não irei compartilhar aqui óbvio, mas eu encontrei tanto animes hentais com uma história incrível que eu fiquei pensando "Por que não colocar isso nos ecchis?" jamais irei entender a mente dos japoneses em relação a animes ecchis. 

Uma pequena observação, como no título diz eu cansei sim de ecchis, mas isso não quer dizer que eu parei de ver pra sempre, só que nesses últimos anos eu dei uma pausa, então se um dia eu voltar assistir ecchis e comentar aqui no blog não usem essa postagem como arma ok? tem que se prevenir de tudo uai Uma outra pequena observação, eu peguei muito leve sim no caso do To Love-Ru se eu tivesse comentado todas as mudanças que eu como fã percebi essa postagem seria gigantesca e vocês não teriam paciência pra ler, um dia quem sabe eu me aprofunde no caso de To Love-Ru. 

Então isso é tudo pessoal
Hoje em dia prefiro Slice of Life
Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :3

0 comentários:

Postar um comentário