2 de nov de 2016

Críticas do Cachecol - O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares



Aloha Família. Cachecol aqui nesta manhã ensolarada e um pouco abafada, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, era pra sair ontem mas cheguei praticamente morto da faculdade por isso que estou liberando ela agora. 

Hoje estou trazendo algo um pouco diferente do habitual, quero conversa com vocês sobre um livro que terminei de ler, como vocês já devem saber ou não eu sou apaixonado por livros e adoro ler principalmente os que ganham adaptações para ver o quão diferente fica um para o outro, desta vez eu escolhi o livro O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares. Um livro que mesmo não sendo tão longo com menos de 300 páginas, ainda foi bem impactante e interessante a história, irei falar algo que já falei aqui em baixo, bem eu sou fã da série de livros mas tentarei ser justo nos pontos negativos e positivos da história. Espero que esse novo quadro fique legal no blog porque além de professor pretendo ser crítico literário mesmo ainda sem bagagem para tal coisa sem demais enrolações vamos a postagem: 


O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares, talvez tenha sido um dos melhores livros que já li só esse ano por toda a paixão que ele me fez voltar a ter pelas pessoas. Eu estou lendo muitos livros ao mesmo tempo, mesmo sendo um pouco complicado entender todas as história, eu confesso aceitei ler O Orfanato da Srta Peregrine porque eu vi muitas críticas ao filme e eu queria muito assistir o filme pelo trailer com suas cenas maravilhosas, era tudo muito encantador, mas eu optei graças a deus a ler o livor primeiro, e depois sim assistir pra ver como o titio Burton iria fazer essa adaptação e meus amigos meus olhos estão sangrando até agora, eu confesso que fiquei bem chateado e com um pouquinho de vontade de chorar também, mas isso é outra coisa não sou cinéfilo ou melhor estou longe de tentar ser um já que nem de filme eu gosto, logo, a crítica hoje será ao livro ok? Só queria compartilhar a revoltar de alguém que gosto muito do livro e ódio o filme. 

É muito complicado fazer uma resenha de um livro pelo fato de que se eu gostei do livro as chances de eu tentar "proteger" o livro de todas as acusações dele vai ser enorme, mas tentarei ser o mais justo possível, e colocar ambos pontos negativos e positivos da obra, já esclarecendo que óbvio sem spoiler nessa postagem, qualquer coisa que eu venha falar aqui não vai estragar a sua experiencia na leitura ok? 

O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares começa contando a história de Jacob Portman o neto e talvez o único amigo de seu avô Abraham Portman ou só Abe, desde muito pequeno Jacob escuta histórias de aventuras que seu avô viveu, muitas dessas histórias conta junto de fotografias uma grande parte da infância de Abe em um Orfanato sendo comandado pela diretoria Alma Peregrine, lá ele conheceu outras crianças que não necessariamente eram órfãs mas sim refugiadas porque a infância de Abe se passa na segunda guerra mundial, então o orfanato era meio que o refugio dessas crianças. Jacob cresceu ouvindo essas histórias ficando maravilhado e feliz por saber que não era um orfanato qualquer, as crianças tinham poderes... Peculiaridades como uma dessas que era invisível, outra podia colocar fogo nas mãos, tinha uma que dentro do corpo era repleto de abelhas e até uma das crianças era mais leve que o ar, entre muitas outras crianças que você vai conhecer lendo. 

Temos toda essa introdução da infância de Jacob com seu avô, no entanto como lei natural do mundo o Jacob cresceu e começou perceber que as histórias do seu avô eram um pouquinho foras do comum, mesmo querendo acreditar nelas eram claras as evidencias que mostravam os erros nas fotos e para Jacob não tinha lógica tudo que seu avô dizia sobre sua infância no orfanato, mesmo o seu avô dizendo que tudo era verdade e que ele jamais estaria mentindo para o seu tão amado neto. Um dia na vida normal e entediante de Jacob ele recebe uma ligação do seu avô pedindo por ajuda era tudo que ele precisava para fugir do trabalho, na ligação seu avô estava dizendo que eles teriam encontrado sua casa eles quem? Leia e saberá e que estavam indo atrás dele pedindo e implorando para que Jacob não fosse até casa dela por não ser um lugar seguro, Jacob ficou preocupado porque por ser um único próximo do seu avô ele sentia obrigação de ajudar o velho homem, mas acabou chegando tarde demais. E nesse momento em diante a vida do Jacob vira de cabeça pra baixo. 

Antes que falem algo isso acontece mais ou menos na metade do primeiro capítulo eu sinto que precisava falar isso para começar o meu pensamento. Eu não sei se já falei aqui, mas eu adoro obras literárias que tem o foco nas crianças, adoro quando tem crianças em obras porque são seres tão verdadeiros e difíceis de se lidar que faz todo a história ser um enorme desafio. E isso não é diferente nesse livro, temos Jacob um adolescente de 16 anos que esta em dilema de vida na qual ele precisa fazer uma escolha e tudo isso deixa ele bem conturbado, fazendo assim muitas das vezes você acaba querendo que ele morra, eu fiz isso várias vezes temos várias crianças com personalidades bem únicas que no começo da história quase não são exploradas mas ao longo da leitura você percebe uma evolução nos personagens, evolução em si é uma das coisas mais bem feitas nesse livro é muito devagar a forma que os personagens começam a pensar e decidem fazer algo porém eles evoluem de qualquer maneira, bem na verdade evoluem muito mais nos outros livros mas vamos focar no primeiro aqui, temos alguns personagens na qual carisma é algo inexistem você não consegue entender o pensamento e nem sentir nada daquele personagem, porém é tudo uma questão de tempo você com um tempo percebe que assim como Jacob os personagens estão nesse dilema de vida e toda uma evolução estar por vim. Um último ponto dos personagens que eu gostei bastante é a personalidade de cada um, meus dois personagens preferidos do livro são o Enoch que é bem ignorante além de ser sarcástico e adora fazer piadas em momentos tristes e tensos, eu me vi muito nesse personagem, amei todo o desenvolvimento dele na história, e uma outra que essa sim talvez é o meu maior amor no mundo dos livros é a Emma que colocando em categorias japonesas podemos dizer que ela é uma tsundere por completo, ignorante e fria e ao mesmo tempo um amor de pessoa. 

Um grande ponto negativo desse livro e que me fez pensar bastante sobre é como os personagens são sem infantilidade, assim 70% não me pergunte dessa estatística do livro é criança, deveria então ter um ambiente mais infantil, tem crianças ali de 6 anos que a forma de pensar é muito evoluída pra sua idade, pra quem leu sinto que deve esta pensando no principal foco que são as fendas temporais, eu sei disso, mas voltando aqui temos que lembrar que nem tudo ali faz sentindo naquelas fendas dá pra criar muitas teorias sobre elas, quem começou a ler agora ignore isso mais a frente você vai entender, então voltando, se a criança tem 6 anos ali ela tem que ser um pouco mais infantil, foi o que eu comentei antes trabalhar com crianças é algo muito complicado, mas de tudo isso esse foi um dos pontos envolvidos as crianças que eu não curti, nos demais parece que o livro foi escrito com uma criança do lado para dizer o que pensava de cada coisa. Uma outra coisa que me fez ficar meio "nhien" com o livro e esse sim talvez muitos concordem comigo é a forma que o Jacob é tapado, é um protagonista muito sem sal e um carinha bem entendiante, mas você que esta lendo isso antes do livro, entenda isso é só no começo e um pouco da metade, é aquilo que eu falei tem toda a evolução de personagem, só que com o Jacob isso é muito demorado é enrolado e meio irritante. Por fim algo que eu gostei porém muitas pessoas reclamaram e depois parando pra ver eu percebi que é verdade, mas ainda sim não creio que seja um ponto tão negativo assim, que é a demora, o livro é muito demorado nas explicações e quase nada de novo acontecem em várias páginas, eu aceitei isso pois tem ainda mais dois livros pra serem lidos, assim esse primeiro livro é toda uma introdução do mundo, introdução aos personagens e evolução dos mesmo, olhando por esse ponto é legal que nada aconteça mesmo. Uma pequena coisa sobre o segundo livro... Agora sim as crianças demonstram ser crianças 

Depois da introdução do livro, falar dos personagens e pontos negativos vamos agora falar o motivo pra você que está lendo essa tentativa de resenha precisa pra ler essa oba maravilhosa, mesmo como os pontos negativos O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares se tornou um dos meus livros favoritos não só o primeiro livro mas toda essa série de livros eu estou percebendo isso agora na metade do segundo e já estou chorando porque não quero termina o terceiro sendo que nem comecei a ler ainda. O grande sucesso de O Orfanato da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares eu posso considerar que é por causa da sua narrativa gostosa e intrigante, você começa a ler e antes de perceber já está na metade dele, o livro de puxa pra uma fenda temporal olha a piadinha sem graça além é claro da história que tem toda uma base e um motivo pra existir, os personagens tem um objetivo e um motivo pra fazer cada coisa o Jacob tem um motivo pra criar o plot twist no final do livro que eu não direi qual óbvio tudo no livro tem um motivo e a narrativa consegue colocar tudo isso perfeitamente de uma maneira que eu a muito tempo não via. Você lendo acaba entrando na causa dos personagens, torce para que as coisas saia bem e quando algo triste acontece você fica perplexo e sem chão assim como os personagens do livro, esse tipo de narrativa que te transporta pra dentro do livro muito legal, além é claro do autor saber usar bem o ambiente ao seu favor, sabe como usar ferramentas do passado com as dos dias atuais.

É claramente um livro com uma pegada para adolescentes, ele entrega isso várias vezes, por mais que a capa do livro seja meio "anormal" não dá pra sentir medo lendo, você consegue sim sentir um a tensão em certas horas, você consegue sentir a tristeza e fica feliz com as coisas que acontece com os personagens claro como falei a narrativa sabe muito bem entregar isso pra quem ler. Mesmo sendo um livro com uma pegada para adolescente creio que qualquer um pode ler porque é uma obra incrível, uma história bem interessante que trás vários pensamentos pra quem ler.

Então isso é tudo pessoal
Fui parcial?Eu amei a obra e tentei trazer meu ponto de vista sem entregar muito meu lado como fã
Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :3

0 comentários:

Postar um comentário