21 de abr de 2017

Comentários do Cachecol - Souryo to Majiwaru - 2


Aloha Família. Monges que precisam de Sexo e Meninas inocentes... Cachecol aqui nesta tarde ensolarada e só um pouquinho abafada desse animado feriado, trazendo hoje mais uma postagem para o blog, pra conversamos sobre Souryo to Majiwaru esse anime que vem dando o que falar na comunidade otaku

Souryo to Majiwaru - 2:

Sem sombra de duvidas que esse é um dos animes mais engraçados que eu estou assistindo, eu só acho engraçada a reação da Fukatami e também tem o Kujo que trata tudo tão naturalmente e olhando pelo ponto de vista humano não deixa de ser algo anormal né. Nesse episódio em si soubemos que de fato teve o ato divino cês entenderam e logo em seguida o Kujo e a Fukatami começaram a rever o passado, na qual conhecemos todos os momentos do Kujo da infância até os dias atuais, porém o ponto chave e o gancho para o próximo episódio é o Kujo convidando a Fukatami para ir ao templo, creio eu e seria sem lógica senão, que é o templo da família dele, na qual ele é o monge lá. O que realmente me surpreende além do fato de ser tão normal e por que não seria? do Kujo dizer claramente que precisa de sexo, o que acima de tudo é que muita gente diz que a Fukatami é toda inocente e não queria... E bem meus amigos... Ela queria sim, ela demonstrou isso no episódio passado e deixou claro agora nesse, vamos aceitar que um romance está querendo aparecer.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nesse segundo episódio ainda nada aconteceu que por um lado é bom e outro lado é ruim. Será louco mesmo se no próximo episódio o ato divino for dentro do templo, ai o mundo vai ficar louco mesmo, já que tem uma galera ai meio revoltada sabe. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que esta lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário