30 de ago de 2017

Comédia Pastelão Tem Seu Charme


Aloha Família. Amantes de Comédias Simples e Chatinhos do Politicamente Correto. Cachecol aqui nesta tarde de quarta-feira ensolarada e bem abafada. Trazendo mais uma postagem para o blog. Hoje vamos conversa sobre comédias simples, citando filme Naked da Netflix, então pode sim ter spoiler.

Tem uma galerinha na internet reclamando de muita coisa, na real... Sempre tem uma galera reclamando de algo na internet, isso não é e nunca será uma novidade. Mas o foco dessa discussão, pelo menos o que eu estou por dentro é sobre um filme não muito recente que a netflix lançou, o “Naked” aqui no Brasil está com o título de “Nu”, que é a famosa comédia pastelão, aquela comédia que as coisas são tão sem graças que se tornam engraçadas. 

Esse povo que reclamou do filme, chuto dizer que são os mesmos que costumam reclamar do humor negro, das comédias nonsense entre outras coisas, pra eles tudo tem que está no politicamente correto, e talvez até disso eles costumam reclamar. Mas vamos voltar para o filme porque o foco da postagem está concentrado nele.

Bem, Naked é um filme claramente tendo um lado mais parodia do clássico “Dia da Marmota” que em um resumo bem geralzão, o personagem acaba ficando preso em um lapso do tempo e fica revivendo o mesmo dia sempre, até fazer algo correto e assim quebrar o lapso. Parece de antemão um plot de história bem fraquinho, sim eu também pensei isso na hora, porém depois de assistir o filme eu curti muito o enredo da história. Em Naked é a mesma coisa, porém é um filme de comédia, na qual o cara vai se casar, mas acaba preso, pelado em um elevador e está revivendo o dia dele todos os dias, ou melhor está revivendo uma hora só do dia várias vezes, pois toda vez que toca o sino ele volta ao tempo, tem uma hora que ele diz que já se passaram dez mil horas, então podemos dizer que ele já vivencio muita coisa. 

A graça do filme vem primeiro pelo ator que já tem um currículo longo com filmes de parodias de comédia, ele já fez “Inatividade Paranormal” que é parodia de “Atividade Paranormal”, também fez “Todo Mundo em Pânico” parodia do filme “Pânico”. O ator tem esse time/carisma para comédia como ninguém, é um dos meus atores favoritos nesse quesito. Ele muitas vezes carrega o filme sozinho com momentos que não deveriam ser engraçados, expressões e jeitos únicos são suficiente pra fazer de Naked um filme engraçado, mas claro algumas pessoas não curtiram isso. 

O argumento que muita gente está usando é que o filme é muito “forçado”, que ele entrega toda hora a comédia e fica repetindo ela até você acha engraçado. Que na lógica é esse o ponto crucial que divide uma comédia pastelona de uma comédia comum. Ficar forçando uma comédia para arrancar risadas e momentos de descontração, isso é algo que só uma comédia assim pode realizar, porque não sei vocês, mas eu logo após chegar de um trabalho não irei querer ver um filme “cabeça” ou ver um filme com uma comédia que me faça pensar, cara eu fiquei o dia todo trabalhando, eu quero chegar e rir, mesmo que seja uma comédia “chatinha”, por isso que por exemplo “Zorra” programa da Tv Globo faz audiência, ele passa em uma sábado bem tarde, quase na hora ideal que certas pessoas estão chegando do trabalho, é um encaixe perfeito para um dia exaustivo. 

Antes de julgar ou reclamar do filme, tente entender todo o contexto dele, se você está com um dia livre e quer ver algo “decente” para o seu gosto, talvez uma comédia pastelão não seja ideal, então a dica que passo é guarde o nome do filme e deixe pra assistir em uma dia que você não sabe mais o que fazer pra passar o tempo, ai sim você vai ver toda a graça que o filme foi feito pra ter. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário