2 de ago de 2017

Processo Criativo


Aloha Família. Grandes Criadores e Bloqueadores Mentais. Cachecol aqui nesta noite nublada e bem gelada, trazendo mais uma postagem para o blog, com muito sono e cansaço, mas ainda assim aqui. 

Hoje eu decidir conversa um pouco sobre processo criativo, não o tipo de processo criativo dos cinemas, ou seriados grandes, animes ou até mangás, não é nada tão incrível assim, é mais o meu jeito, o meu tipo de processo criativo, como eu escolho um tema e como eu descrevo ele aqui no blog, o quanto tempo leva e o que eu acho dele no final, que na sua grande maioria das vezes eu acabo não curtindo muito o que eu escrevi. 

Eu tenho alguns amigos aqui no blog que de vez enquanto acabamos conversando sobre o nosso universo, chega a ser engraçado dizer isso já que muitas vezes falamos dezenas de assuntos diferentes pra sempre tentar evitar tocar na blogosfera, parece até aquela lógica de adulto “não fale do trabalho, quando estiver de folga”. Quando tocamos no assunto sempre eu escuto uma galera dizendo o quão complicado as vezes é falar de um certo assunto ou pensar no que escrever, e isso me intriga porque eu nunca me vi nesse estado, sim eu já tive muitos bloqueios criativos na qual mesmo com tema eu não conseguir pensar em nada, mas decidir tema e como descrever ele dos anos pra cá isso vem se tornando bem fácil pra mim, não chego a considerar de fato um desafio. 

Usando um exemplo simples, quando eu quero falar sobre algo envolvido ao universo dos animes e ao mesmo tempo não, tipo dizer como foi que eu acabei me apaixonando e atualmente estou noivo, eu pego toda essa onda de animes românticos e começo falando deles e depois entrou no que responde a minha vida. Eu coloquei esse tipo maneira de escrever no meu blog, eu começo falando sobre um assunto por fora e depois entro com a minha opinião ou experiência de vida, esse é o meu estilo e eu tenho essa liberdade aqui porque desde o começo faço isso e também porque o meu blog é algo pessoal, não é um portal de notícias de animes ou um blog de animes é o blog sobre minha vida/pensamentos/opiniões e eu coloco animes no meio. Mas digamos que não quero falar de mim e sim de um anime, ou algum acontecimento, eu simplesmente começo a pensar em algo que acho interessante, uma característica única de algo, e com isso eu irei ter o título da postagem, que é outra coisa que me ajuda, eu não crio pautas ou roteiros do que escrever, eu apenas penso em um nome para postagem e com isso eu começo a falar sobre. Exemplo real eu estava voltando do trabalho e pensei como seria legal falar sobre um processo criativo... Ai como uma explosão mágica de luz que eu sempre tenho me veio a ideia de Processo Criativo, peguei meu bloco de anotações e deixei salvo o que pensei e cá estamos nos falando sobre. 

Então como disse acima, pensar no que escrever e escreve sobre algo não é algo que me impede, porém digamos que estou com pressa ou que não tenho um tempo especial para escrever e revisar o que eu irei falar daqui a pouco. Como eu poderia me salvar disso para não deixar o dia passar em branco, eu decidir criar diversos quadros diferentes no blog, tenho o JapãoUP, Comentários do Cachecol, Cachecol News e etc.. Com esses quadros no blog eu sempre terei um tapa buraco, algo para não deixar o dia vazio, que ainda assim é interessante para o blog, e de uma certa forma sempre comentando sobre o universo que o blog se formou, Japão, animes ou coisas loucas do Japão, ou até notícias que podemos entender como um gancho para o blog, uma rápida postagem informativa que pode desperta o interesse de quem ler pra sempre entra no blog ou ler outras postagens. 

Por último, acho que talvez o mais importante e o maior responsável das postagens saírem sempre dez da noite ou as vezes de madrugada senão só no dia seguinte é a questão do tempo, eu levo até que um tempo rápido pra escrever, postagens como essa que você está lendo eu levo pouco mais de uma hora escrevendo e mais ou menos umas três revisando e ajeitando certinho no blog, já que tudo que escrevo primeiro é montando no world pra depois ir pro blog, já postagens tipo comentários do cachecol ou falando sobre episódio eu levo mais ou menos três horas escrevendo e duas horas revisando, porque tem a parte da análise do capítulo também, postagens rápidas e diretas só de notícias que levam menos de uma hora pra escrever e menos ainda pra revisar, porque já é algo pronto, é mais o ponto de compartilhar a notícias o quanto antes que eu fico me priorizando. 

No fim, as postagens ainda assim saem certinhas, mesmo demorando, mesmo pensando muito ou pouco, cinco anos se passaram e cá estou eu ainda nessa mesma onda, sim mudei muito de opinião e também mudei minha maneira de escrever, mas as bases de organização ainda continuam a mesma e olha... Ainda assim funcionam perfeitamente. E sim, muitas vezes eu não gosto do que eu escrevo, sinto sempre que faltou algo, e por isso criou postagens com segunda partes, não é pelos motivos banais que muitos blogs usam, mas sim pelo fato de que eu deixei algo de fora e meu toc acabaria comigo se eu não corrigisse isso logo. 

Então isso é tudo pessoal.
Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário