8 de out de 2017

Curta Metragem de uma Garotinha se Mudando


Aloha Família. Cachecol aqui nesta noite gelada e bem animada, estou meio morto do trabalho mas ainda assim animado, hoje pra finalizar as postagens escritas na hora eu venho trazer um curta animado de um filme bem conhecido 

Eu li a um bom tempo atrás no Amigos do Fórum uma postagem mostrando algo bem interessante e decidir compartilha tal ideia do texto com vocês. Bem todos sabemos que Pixar é talvez a melhor no ramo de animações, principalmente aquelas que tocam na gente, que faz a gente começar a pensar diferente sobre muita coisa. 

E aconteceu isso em Divertidamente, sim aquele filme sobre as emoções que eu vi muita gente xingando a Alegria por sempre está alegre e tomando a frente como líder em muitas coisas. Eu não concordo muito eu acho que o fato dela ser quem é tem um toque essencial, pois bem, não é disso que iremos comentar hoje, mas sim sobre o que um cara olhou mais a frente desse mundo e viu outra coisa. Em divertidamente o grande foco da história são as emoções tentando lidar com os problemas do dia a dia e as crises que a nossa protagonista vem passando em sua caminhada na evolução, a pessoa assistiu várias vezes o filme e pensou algo bem legal "Como seria o filme, sem as emoções aparecendo em cena..." 

E depois de pensar e pôr em prática, aconteceu que tivemos um novo filme, ou melhor um curta animado sobre uma garotinha mudando de cidade, conhecendo um novo ambiente e passando por alguns problemas, que olha só eu me identifiquei muito com isso, e espero que você também.


Interessante né? Não imaginei que algo assim poderia surgi, criatividade e tempo livre de alguém para por isso em prática e talvez sem querer ou querendo mesmo a própria Pixar bolou isso... Olha... 

Cada ano que passa eu me surpreendo mais com a mente dos roteiristas e todos da Pixar. 

Então isso é tudo pessoal.
Disse ali em cima que era última postagem escrita na hora, porque essa semana que vai vim só teremos postagem programadas ok? OK
Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário