12 de out de 2017

Primeiras Impressões - Dies Irae



Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde que eu não sei como está, já que é postagem programada, trazendo mais um texto para o blog, hoje com as minhas primeiras impressões de Dies Irae.

Dies Irae: Em uma versão alternativa da Segunda Guerra Mundial. Em 1945, após a queda inevitável do Terceiro Reich, um grupo de agentes nazistas tentaram realizar um ritual para trazer de voltar ao mundo a Ordem dos 13 Lanceiros Santos, um grupo de super-humanos cuja a vinda trará a destruição do mundo. Pouco se sabe se os agentes teve êxito na invocação, ou mesmo se eles sobreviveram no processo, já que misteriosamente pessoas que os conheciam começam a morrer com o passar do tempo. Em dezembro da era moderna, na cidade de Suwahara, um garoto chamado Ren Fujii sempre tem pesadelos com estes 13 lanceiros santos ressuscitados e as suas conexões com o nazismo. Sendo assim, ele decide então lutar contra estes santos e uma história épica começa…

Questões Técnicas: Muito bem animado, as lutas ficaram incríveis, assim com a trilha sonora que encaixa bem em cada momento. Não conheço ninguém da staff, não tinha lido a sinopse até o primeiro episódio, então fui bem as cegas assistir o anime

O Que Achei: Eu revi o episódio duas vezes e não conseguir entender nada dele, então creio eu que o problema sou eu, é um anime confuso já que claramente o primeiro episódio é uma introdução, mas ainda assim eu não conseguir mesmo entender nada.

Zona de Spoiler: Única coisa que achei legal e me animou para os próximos episódios é aquele lance do futuro com todos os personagens mega over power, achei da hora aparência de cada um deles, vou acompanhar o anime por isso 

Minha Nota Para o Episódio: 7; Como eu não entendi muita coisa, não posso crucificar e nem exaltar o anime né 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário