10 de nov de 2017

Comentários do Cachecol - Netojuu No Susume - 3


Aloha Família. Cachecol aqui nesta tarde nublada e com cara de chuva, mas também com um solzinho escondido querendo aparecer. Trazendo hoje mais um texto para o blog, meus comentários sobre o episódio 3 de Netojuu no Susume, esse anime que só parecer ser inocente, mas que tem várias questões interessantes pra se comentar.

Netojuu No Susume - 3:

Eu gosto muito quando o anime é bem explorado, conversas, diálogos longos são sempre bem vindos pra poder explicar bem uma situação, animes que colocam narrador sempre dizendo o que está acontecendo nunca foi minha praia, deixa os personagens mesmo conta toda a história do anime que fica bem melhor. Nesse anime temos isso, começo do episódios temos a nossa Lily que na verdade é homem conversando com um amigo, e esse amigo pra provar que o mundo é pequeno conhece a nossa protagonista, até um apelido carinhoso ele deu pra ela:  


Ele explica bem o motivo do apelido já que a Lily (sim vou chamar assim mesmo fora do jogo) ficou meio com ciúmes dessa "intimidade" toda que o amigo dele tinha com ela, que pra mim acho algo bem comum, eu entendo colocar isso no anime pra parecer "Nossa. Ele está gostando dela já que está com ciúmes" animes hoje em dia sempre tem que mastigar tudinho pra que alguém entenda. E esse amigo fala que ela se empenhava muito no trabalho, que era uma excelente funcionaria tem até um momento fofo que ela chora no telefone por estar atarefada e tudo mais, eu fiquei todo meloso com isso, ai corta a cena e temos Moriko indo no mercado comprando uma bebida (chuto que seja cerveja) e comemorando por poder jogar sem parar


Pokotarou mostrou ser um dos personagens mais sem noção do anime, pelo menos essa cena marcou muito isso que me veio à cabeça em relação a esse personagem. Moriko recebeu um presente da Lily, um presente bem caro que eu achei até engraçado e me identifiquei muito com o que a Moriko fez, toda vez que recebo um presente em um jogo eu costumo ir atrás do preço pra ver o quanto a pessoa gastou e o quanto eu tenho que "retribuir" a ela em um presente, um valor justo, e ela fez isso e viu que é algo beeem caro, deduziu também logo de cara que se a Lily comprou isso pra ela é porque ela tem dinheiro e pode comprar outras coisas. Ai o Pokotarou pra melhorar o clima fica dizendo que os homens devem dar presentes também e tudo mais, claro sem saber que a Moriko é mulher e pra finalizar todo o pensamento louco que a Moriko poderia vim a ter, ele me solta que na real isso é tudo segundas intenções da Lily, as cenas a seguir são hilárias, aqueles momentos silenciosos onde se tem o problema melhor maneira de se resolver é abrindo uma cerveja (já que eu deduzi que é isso que ela foi comprar) e arrumar a casa, pra depois pirar de vez com esse tal acontecimento


Na real há motivos sim da Lily ter dado um presente tão caro para a Moriko e eu irei até comentar sobre isso, porém algo que não posso deixar passar é que de fato a Lily sofreu muito no começo do jogo, por ser uma classe suporte e ainda ter uma personagem feminina que sim é normal, eu não gosto de jogar, mas meu irmão e muitos amigos sempre pegam personagens femininas pra jogar, principalmente em jogos que tem bastante física, onde claramente os corpos finos das personagens dão vantagem. Ai Lily recebeu muitos convites pra entrar em grupos e até foi "expulsa" de uma guilda por jogar muito com o líder dela, então entendo bem isso de não querer jogar por sempre virar centro das atenções e ser só "usada" por outros jogadores


Só que o líder da guilda da Moriko e da Lily foi diferente de todos, ele fingiu ser o parceiro dela assim ninguém ficava perturbando e ela conseguia jogar tranquilamente, e como ela mesmo disse não é a mesma coisa fingir do que realmente ter alguém pra jogar e quando ela estava prestes a desistir temos a nossa protagonista chegando e conquistando o coração da Lily (e do cara que criou ela) então há sim segundas intenções da Lily, na real ela sempre quis fazer grupo com a Moriko, agora oficialmente são parceiros de jogatina


Não vou mentir, fiquei tão feliz como a Moriko, só não fiquei me jogando na cama toda hora como ela fez, que por sinal me surgiu uma dúvida, por que não coloca a cama do lado do computador? Assim ela não precisa atravessar todo o quarto pra se jogar nela é só virar e pular, já que ela fez tanto isso nesse episódio. Sim tem os dilemas dela ter 30 anos e achar que do outro lado é uma garotinha de sei lá 20 anos jogando. Mas que na real antes mesmo de contar a verdade como mostrou no fim do episódio, todos nós sabíamos que era o carinha lá, estava na cara já.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Esse episódio veio pra engatar o anime, aquele episódio que vai começar a mostrar para o que o anime veio fazer, o que ele vai apresentar e o que podemos esperar. Demorou um pouquinho? Talvez, hoje em dia muitos animes gostam de mostrar logo tudo no primeiro episódio, porém vamos lembrar que existe essa regra não escrita na industria dos animes, que o anime tem que mostrar o que veio fazer a parti do episódio 3. 

Então isso é tudo pessoal

Obrigado por estar no meu blog
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário