16 de nov de 2017

Divisão das Ambições


Aloha Familia. Cachecol aqui nesta tarde extremamente ensolarada, trazendo mais um texto para o blog, algo diferente do normal, deixar os animes de lado pra conversamos melhor sobre outras coisas que podem vim a ser interessante para alguns

Não eu não sou ambicioso se caso você pretender ler o texto achando isso, melhor maneira de começar escrevendo foi usar esse título como ponto inicial para o meu pensamento, então não esse texto não é sobre ambições, mas sim como eu administro o meu dia e como talvez isso pode funcionar com você ou não pois eu sempre “radicalizado” demais as coisas, bem vamos seguir agora então

Há muito tempo eu ouvi em um certo lugar e o tempo acabou me tirando desse ponto então meio que não tenho as fontes certas, eu adoraria ter pra valer, mas fazer o que né. Eu ouvi que o nosso pensamento, a forma como agimos é tudo bem organizado e colocado em pauta, como se tivéssemos uma grande sala de reunião com várias versões miniaturas de cada um de nós decidindo o que é que temos que fazer, qual próximo passo dar à seguir, sim várias obras da cultura pop já imaginaram e materializaram isso, um grande sucesso ai é o Divertidamente que faz aquela sala de controle com várias emoções colocando seus dedinhos e decidindo o que é melhor pra garota, imaginaram bem como as coisas podem funcionar? 

Com esse conceito de que várias versões miniaturas vivem e comandam nossos passos, o locutor do áudio diz que todos os dias acordamos com um saquinho cheio bolinhas, e cada bolinha nos dá um número, essas são as nossas ambições, irei colocando em um exemplo simples pra ficar mais fácil de se entender. Digamos que você quer ir pra academia hoje, então você vai lá e pega uma bolinha com número 20, sua ambição pra academiar é essa, sua determinação para tal coisa é de 20, porém digamos que hoje do nada começa chover e você desistir de ir, ai sua determinação que antes era 20, cai para 10 e com isso você ai começa a ficar com preguiça ou desanimado, mas es que seu amigo surge na sua casa e diz pra ir porque vai ser legal e que ele não quer ir sozinho ou até apela pra aquela pessoa que você gosta dizendo que ela vai estar lá, ele meio que te anima novamente e com isso a bolinha que ia ser trocada por um número inferior, explode na sua mão e você ganha essa vontade de ir pra academia que você não faz ideia de como surgiu, só quer ir e ponto final, com isso sobra só outra bolinhas com outros números dentro do saquinho. Entenderam? Agora irei dizer como isso me ajuda a decidir as coisas por aqui 

Depois de ouvir isso, eu fiquei bem animado com esse tipo de pensamento e eu que já gosto muito de imaginar coisas eu comecei a perceber que dentro de mim existe isso, existe um saquinho com várias bolinhas numeradas e que todo dia eu destruo algumas e pego essa determinação pra cumprir minha ambição e outras vezes eu simplesmente coloco da volta no saquinho e pego um número bem inferior e explodo sorrindo como se nada houvesse acontecido. Eu assimilei muito isso com a minha agenda diária (sim eu tenho uma, e em algum dia comentarei bem sobre ela, primeiro esse texto depois eu falo sobre ela) na minha agenda eu tenho afazeres pra fazer que muitas vezes eu quero muito fazer e outras nem tanto ou melhor finjo que nem vi e deixo passar. 

Exemplo bem claro disso, eu tenho todos os dias que estudar inglês e espanhol, eu uso duolingo como fonte inicial para meus estudos e no duolingo eu tenho uma barrinha de treinamento diário que já está no 92, eu estou a 92 dias sem parar estudando inglês e espanhol, quando eu acordo a bolinha com sei lá 20 ou 30 já sai do saco estourando porque é algo que me anima muito, como assistir animes e ver séries, porém há dias que eu não quero ver anime por nada e uma bolinha de 60 que sempre vem para mim quando minha agenda me alerta na hora de ver anime ela simplesmente vai para 5, e a serie que eu tanto enrolo pra ver que as vezes só vive no 5 vai para 60, é uma divisão de ambições sem eu perceber, há anos eu tenho esses dilemas na minha mente e só recentemente eu coloquei as duas coisas na balança e vi que são iguais.  Que sem querer eu mudei bastante em questões de tarefas, antes eu tinha preguiça ou eu tenho vontade, como também antes tinha vontade e hoje eu só tenho preguiça pra determinadas coisas.

Então você que as vezes é meio indeciso do que fazer ou só enrola mesmo, faz isso, imagina um saquinho com 10 bolinhas e que cada bolinha há números de 10 ou 60, ou imagina várias bolinhas com vários números, imagina como seria seu dia se você ter esses números pra te ajudar. Talvez hoje você pegue uma bolinha com 10 de determinação pra estourar na questão de assistir uma série ou talvez até sair pra socializar, pois nem todo dia acordamos bem pra conversa, porém amanhã faça um esforço maior e pegue uma bolinha com 90 ou com 100 e saia dizendo bom dia pra todo estranho por ai, não precisa todos os dias pegar 60 ou 90 pra tudo e fingir que tudo é uma maravilha, pois nem tudo é uma maravilha e com isso seu saquinho pode viciar e só te entregar bolas com números altos, e você em um dia ruim vai se sentir obrigado a fazer algo, exemplo em uma historinha: Todo dia Joana diz oi para todos na rua, mas um dia ela não acordou feliz porém pegou uma bolinha com 100 em socializar e mesmo irritada ou triste foi dá bom dia para todo mundo. Ela fez isso por educação? Ela mesmo triste tem que se sentir obrigada a dizer bom dia aos outros? Ela fazendo isso não está mentindo pra si mesmo? Quem é que sai ganhando no fim da história? Pois muitas vezes pra pessoa que ganhou um bom dia é só um bom dia de uma estranha que não mudara nada na vida dela, talvez isso aconteça pois essa pessoa pegou 10 em sentimentos e por isso está nem ai pra nada. Meio louco isso né?

Estou a muito tempo e quando digo muito tempo é muito tempo mesmo enrolando pra escrever sobre isso, pra ser quase exato estou uns 6 meses com esse texto na mente, porém nunca soube como expressar em palavras o que veio imaginando, até esse momento. Gosto muito de romantizar meu cérebro e meus pensamentos, gosto de imaginar como seria legal se tivéssemos um divertidamente na nossa cabeça, pequenos seres comandando nosso andar e falar. Como também acho muito legal o filme Osmose Jones, que mostra todo o mundo dentro de um corpo humano. 

Pensem nisso, imaginem isso, não é questão de "robotizar" a vida como alguns acham, é simplesmente imaginar como você pode colocar pra frente um projeto pelo simples fato de que você só vem pegando número 10 pra ele. Com esse tipo de pensamento eu comecei a estudar flauta, aprendi bastante sobre história e venho estudando e lendo diversas coisas, só pelo fato de que toda a minha vida eu só pegava números 5 e hoje eu quero pegar números 50. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário