4 de dez de 2017

Ah Dezembro


Aloha Família. Sobreviventes do ano de 2017 e Pessoas que dormiram o ano todo e acordaram só agora. Cachecol aqui nesta noite gelada e nublada, trazendo mais um texto para o blog, hoje pra conversamos um pouco sobre o mês de Dezembro, o último mês do ano. 

Finalmente chegou Dezembro né meus amigos, esse ano foi bem puxado, para alguns o ano até que foi corrido, eu particularmente não acho isso não, pra mim o ano demorou até demais para chegar no seu último mês. Bancando o dramático eu nem sequer sei como conseguir sobreviver nesse ano, como conseguir chegar em Dezembro com a sanidade em dia... 

Eu quis fazer uma piada de bancar o dramático, no entanto sendo bem sincero o ano não foi um dos melhores, muitas coisas ruins aconteceram esse ano, como também muitas coisas boas aconteceram, não podemos fingir que maravilhas vieram aos nossos encontros, eu não sei você que está lendo, mas pelo menos pra mim esse ano com seus altos e baixos foi um dos que mais me dediquei a fazer algo. 

Não lembro se fiz uma postagem ano passado sobre promessas para o ano de 2017, se eu fiz provavelmente no fim do mês irie fazer uma postagem de comparação pra ver se de fato algo aconteceu, porém posso dizer que entre as coisas que eu queria conquistar esse ano, muitas seguiram um percurso agradável, eu conseguir melhorar mais meu inglês como também aprendi espanhol, que pelo menos em 2016 eu não conseguia ler duas linhas e hoje eu estou na metade de um livro todo em inglês, se isso não é algo pra se sentir feliz eu não sei o que é, mesmo que seja algo pequeno podemos dizer que já é uma coisa, porque sempre tem aquela criança que com 12 anos já sabe inglês fluentemente e não só ler livros mas como escreve também. (Não é piada, sabemos que existe crianças assim). 

Além de que mesmo com a preguiça me dominando eu comecei pra valer a estudar flauta doce, aprender sozinho um instrumento musical não é algo muito fácil e nem sequer divertido porém é bem desafiador quando você consegue aprender o básico de algo e as notas simplesmente não saem, você se esforça a aprender mais e mais sobre aquilo e acaba viciando. Eu tenho alguns amigos que são apaixonados por música e eles me alertaram sobre isso, falaram que assim que eu começasse a estudar a teoria de um instrumento eu iria ser absorvido por esse mundo e iria ficar vidrado em aprender mais e mais. E mesmo a flauta doce que não é um dos instrumentos mais graciosos para alguns ou sequer famoso conseguiu despertar esse encanto em mim. 

Bem, dezembro está ai, 2017 já está começando a preparar sua caminha pra ir dormi enquanto 2018 está já se alongando pra entrar em cena. Como falei várias veze só nesse texto, entre altos e baixos mais um ano chegamos com saúde e animados em seu último mês. Não sei se irie fazer uma retrospectiva desse ano pois isso demanda tempo e mesmo quitando muitas das minhas tarefas e tempo algo que eu ainda não tenho. Ah sim, como poderia esquecer, está ai uma coisa que eu lembrei, esse ano eu me dediquei muito a estudar para o enem pois mesmo com todo caos do Brasil ainda considero ele como um meio mais acessível de entra para uma universidade. 

Agora uma pergunta bem retorica, e você? O que você fez nesse ano, como chegou vivo no último mês de 2017?

Então isso é tudo pessoal

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário