7 de dez de 2017

Pré-Conceito de Filmes Animados


Aloha Família. Amantes de Animações e Apaixonados por histórias de conto de fadas. Cachecol aqui nesta tarde nublada e gelada, trazendo mais um texto para o blog, hoje pra conversamos sobre Animações e o meu Pré-conceito em cima delas. 

Vocês conseguem imaginar uma pessoa enjoada pra assistir filme? Provavelmente você que está lendo isso conhece muito bem alguém que é assim. Pessoas chatas dessa maneira tem em todo lugar, aquele povinho enjoado que não gosta de filmes de romance, ou não gosta de filmes de heróis ou não gosta da Marvel ou DC... Todo lugar tem um carinha assim.

Bem eu sou esse tipinho de pessoa, eu não curto filmes de heróis, todos os filmes de adaptação de livros eu odiei por completo, só falta assistir Assassinato no Expresso do Oriente que saiu esse mês pra ver se choro ou pulo de alegria. Tem também filmes policiais ou de mistério, na real eu nem gosto de assistir filme. Porém de todas essas categorias que citei aqui, a que eu sempre crio uma treta, sempre julgo logo de cara e depois me surpreendo é Animação.

Não estou falando diretamente de animação japonesa, estou falando em animação em geral, japonesa ainda tem um caminho diferente pois todo filme você fica com um pensamento “alguma coisa pode acontecer” o filme acaba e você fica “ainda vai acontecer algo” nunca conseguimos aceitar quando as coisas estão indo bem demais ou ruim demais. A Viagem de Chihiro é um exemplo disso, o filme só vai caindo na história e quando você pensa “eh Chihiro deu ruim...” tem o famoso plot twist. Animações japoneses sempre inovam ou trazem aspectos diferentes nas suas obras. 

Já os nossos conhecidos filmes americanos nem sempre são tão diferentes assim. Eu pelo menos vejo muito isso em filmes da Pixar, DreamWorks e outros estúdios de animação mundo afora, todos eles seguem a tão famosa “Jornada do Herói” (animes bebem muito disso também ok) que eu poderia explicar perfeitamente cada detalhe dela, porém a postagem não é disso e eu irei deixar no fim do texto um link de alguém lugar explicando detalhadamente isso. E eu confesso que não é ruim ter toda essa jogada e usar isso pois querendo ou não é dinheiro garantido, porém isso se torna maçante... Você acaba prevendo o que pode acontecer e perde a magia que o filme poderia vim te mostrar, tal coisa que filmes japoneses conseguem fazer, eles até usam da jornada do herói mas sabem como colocar no momento certo. 

O meu pré-conceito vem daí, entenda não tenho um preconceito eu tenho PRÉ-conceito. Isto é eu já imagino que tal coisa vai ser horrível antes mesmo da coisa se horrível. Mas sempre ainda assim acabo assistindo, poucos filmes de animação não conseguiram me encantar e entre eles tais filmes como: Frozen e Megamente. Mas ai é mais pelo roteiro ridículo mesmo que a história tenta enfiar goela abaixo de quem está assistindo. Agora filmes como Divertidamente que gente do céu que filme lindo, o roteiro é bem encaixo animação pra variar perfeita e claro, a jornada do herói muito bem colocado no filme, muito bem acrescentada em momentos onde vale tal coisa e não simplesmente jogada na cara de quem assistir como se fosse algo qualquer. Filmes clássicos como Carros, ToyStory ou até mais clássicos ainda como Fantasia da Disney, não só me conquistam pela infância mas pela forma como conseguem moldar uma geração. Tal coisa que Frozen jamais vai conseguir. 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse post, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D

0 comentários:

Postar um comentário