FullMetal Alchemist em Live Action, Será que é bom mesmo?


Aloha Pessoas. Cachecol aqui nesta noite chuvosa e gelada, trazendo mais um texto para o blog. Hoje pra conversamos sobre FMA, o Live Action dele que a netflix acabou de lançar. 

Irei fazer um pequeno e rápido comentário sobre o Live Action de FullMetal Alchemist que a netflix acabou de lançar nessa manhã do dia 19/02. Lembrando aqui que irei sim comentar sobre o filme e com isso tem bastante spoiler, claro que o filme em si é uma bomba de spoiler pois é uma adaptação geral de toda a obra FMA. 

Pra começar, algo bem interessante do filme é que eu achei que seria uma história diferente da original, talvez um live action de spin off, pois quase sempre live action de adaptação não fica tão legal assim, temos muitas histórias ai de Estados Unidos colocando a mão e estragando com tudo. No entanto as coisas foram bem diferentes em FMA. Ao assistir o filme a primeira coisa que me agradou é como falas e alguns cenários são idênticas ao anime, falas marcantes principalmente, coisas assim sempre agrada um fã, como também muitas coisas desnecessárias foram tiradas, que no anime foi pra dá mais tempo de tela, já no filme foi tirado sem pena. Isso é muito bom porque a história pode muito bem ser trabalhada. 

Todos os personagens me cativaram bastante, Ed e Al claro que conseguiram trazer a essência do anime, assim como a Winry que é um amor de personagem mesmo sendo muito ignorante com o Ed, e sim o shipp é real e teve futuro na obra original. Roy que me impressionou muito, pois no anime ele é um cara bem sem coração, bem frio e severo, já no filme ele foi muito humano, claro tirando a parte do homúnculos que ele parece carregar um ódio gigantesco. Também tem as mortes dos personagens que sendo bem sincero, depois de tantos memes e piadas eu não consigo mais me sentir tocado pela morte da Nina, já o Hughes sempre vai ser a coisa que mais vai me fazer chorar, tanto no anime como agora no filme que me impactou de uma maneira, eu sabia que ele iria morrer, e mesmo assim foi difícil aceitar. Eu adoraria ver o Armstrong no filme, outros homúnculos aparecendo, o Scar que é um personagens mais impactantes em toda obra, mas ai é querer demais. Claro que também o Pai deveria aparecer pois tudo quase que gira em torno dele. Pra finalizar essa parte, pra mim e pelo o que eu espero pra muitos fãs, o fato da filha do Hughes não ter nascido na morte dele foi algo muito bom, eu tenho certeza que não iria aguentar ver a cena do “mamãe, porque estão enterrando o papai?”

Poucas coisas que tenho pra comentar que eu não fui impressionado assim, ou que podemos colocar “não me agradou”, foi o Tucker ter sido quase o vilão principal da obra, já que na obra principal ele não vai tão longe assim. Também o fato da Luxuria ter sido colocada como a “mandante” de tudo foi muito sem noção pelo menos pra mim. Pois pra mim ela sempre foi o capacho do Pai, nunca vi ela como uma voz firme no anime e ver isso no filme foi bem estranho. Além do fim né, a luta final não teve muito sentindo pra mim, aqueles manequins meio gosma com um olho só, o coronel sendo morto por eles... Sem sentindo nenhum. Mas ai é adaptação né? O que podemos falar, pra um filme inteiro entregando coisas boas, meia hora de coisas ruim não vai matar ninguém.

Tenho muito mais pra falar do anime, porém acho que isso já é o suficiente por hora, um dia quem sabe eu trago novamente meu ponto de vista, assistindo ele dublado pois eu vi ele no áudio original, e pelo menos na dublagem a netflix não erra.

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D


FullMetal Alchemist em Live Action, Será que é bom mesmo? FullMetal Alchemist em Live Action, Será que é bom mesmo? Reviewed by Edson N. B. Junior on 19:49 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.