A Arte de Mentir


Aloha Pessoas. Cachecol aqui nesta, talvez tarde que talvez esteja nublada, já que estou esperando esse texto de madrugada. Hoje meus amigos iremos falar sobre mentiras, como eu sinto que estou cada vez mais dominando com muita maestria essa pequena habilidade. 

Atualmente estou assistindo talvez uns dos animes que mais estou curtindo no momento, sim ainda estou assistindo anime, chamado Kaguya-Sama, ou só Love Is War, que de uma forma bem resumida, conta a história de dois personagens que gostam muito um do outro mas que ficam disputando pra ver quem vai se declarar primeiro já que pra eles se declarar é uma forma de demostrar fraqueza e boa parte dos episódios é essa trama de quem vai ou não se entregar. É uma história muito divertida e o que mais me prender nela é como cada personagem sabe muito bem como mentir, ou esconder o que sente. 

Ai eu comecei a levar isso pra minha vida, comecei a procurar se em algum momento nesses meus curtos 22 anos de existência se eu já estiver em um ambiente onde precisei mentir pra me livrar de algo ou me beneficiar em algo, que parando pra ver essa é a única função da mentira certo? Ou talvez, não se meter em encrenca ou conseguir algo que há muito tempo queria. E não precisei pensar muito sobre o assunto, já que rapidamente consegui me encontrar no mundo da mentira. 

Na real eu ando tanto não mentindo, mas mudando alguns pontos e momentos de algumas situações específicas de uma forma tão natural que eu nem percebi que estava de fato fazendo isso. Que nem aquele ditado que diz “Quando se é muito bom em algo, você faz ele sem perceber”, ok, não faço ideia se existe esse ditado, mas o sentido da frase funciona muito bem.

Mesmo que utilizar deste artifício pra fugir de discussões ou até ganhar muitas delas, a mentira certas horas pode não ser a melhor coisa a se fazer. Porque quando percebemos que isso funciona, e mexendo alguns pauzinhos você consegue ainda até utiliza-la de uma maneira onde sempre vai funcionar usar aquela frase especifica, independe da pessoa e do momento. Acabamos nos transformamos em robôs, digo isso pois alguns meses atrás escrevi aqui sobre eu não ter mais tanta empatia com alguns grupos de pessoas. E quando juntamos essas pessoas mas a forma como eu posso simplesmente soltar o que bem quero pra ela, antes de percebe aquela pessoa pode se torna somente um objeto, somente mais uma coisa que está no meio caminho até meu objetivo, sim parece coisa de seriado mas já vi acontecendo bem na minha frente.

A ideia desse texto é pontuar que você pode mentir, você pode utilizar da mentira pra fugir de discussões ou ganhar algumas delas, porém vamos utiliza-las com moderação, sei que a minha religião condena isso e nos mostra com várias provas que não é algo saudável há se fazer, porém mesmo não querendo, acabo caindo na questão da minha humanidade, caindo na questão de que se eu não mentir naquela situação, se eu decidir por falar a verdade, eu posso acabar me dando muito mal. Logo, acabo fazendo algo errado, pois a mentira diante de tantas coisas que eu faço não é a pior coisa  que tenho que mudar (agora parece até que sou uma péssima pessoa). 

Então isso é tudo pessoal.

Obrigado por estar no meu blog.
E pra você que está lendo esse texto, sinta-se abraçado pelo Cachecol :D
A Arte de Mentir A Arte de Mentir Reviewed by Edson N B Junior on 15:31 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.