Precisamos Falar sobre Majo no Tabitabi

 


Algumas semanas eu gravei um episódio para o podcast, comentando os animes que eu queria assistir nessa temporada de animes, e um dos que eu dei a maior certeza do mundo que iria ver e acompanhar seria Majo no Tabitabi, e depois de assistir os quatro episódios que foram lançados, eu criei uma opinião sobre ele e quero compartilhar com vocês. 

Eu não sou muito fã de anime slice of life, na verdade é um dos poucos gêneros que eu costumo pegar pra assistir, sempre tem um ou no máximo dois animes por temporada, isso porque as vezes a normalidade do anime me enjoa, aquele anime calmo até demais chega a me tirar um pouco do sério. E eu fico me questionando se era realmente isso que eu queria ver, tenho que pegar um dia de bom humor pra assistir, ou um dia chuvoso e cheio de tranquilidade. 

Ai nessa temporada o único slice of life que veio na minha cabeça foi Majo no Tabitabi, pois por muito alto ele parecia com Flying Witch que foi um dos meus animes preferidos com essa ideia de bruxas e coisas do dia a dia, e Majo no Tabitabi em seus primeiros minutos de episódio foi exatamente essa vibe ele mostrou pra mim, porém foi somente nos seus primeiros minutos de episódio. 

Agora vamos entrar na zona de spoiler e eu farei um apanhado geral sobre cada episódio e o que foi bizarro pra mim em cada um deles. No primeiro episódio eu já percebi que existe uma questão moral e ética entre as bruxas e eles não cumprem bem isso, onde pra elas se surgi uma aprendiz de bruxa tão nova é algo ruim, pois ela pode ficar forte e tudo mais. Por isso a nossa protagonista tem esse impasse grande em encontra uma mestra, porém no fim ela encontra e não por que foi algo do destino, essa bruxa que é a mestra dela só aceitou o ensinar pois recebeu dos pais dela pra fazer a garota desisti de ser bruxa… 

E ai já começamos a entrar nas coisas que me irrita, primeiro de tudo se você é pai/mãe e sua filha quer ser uma bruxa, você apoiar ela e deixa ela pensar que pode e no fim tenta fazer ela desistir do sonho dela, você é no mínimo uma pessoa horrível. Eles incentivaram achando que a garota não seguiria em frente, porém a menina é tipo, um gênio, uma entre muitas que simplesmente manja da magia. A mestra dela percebe a força de vontade da garota e vai lá e finalmente começa ajudar a garota a se torna uma bruxa. Esse primeiro episódio é só pra mostrar que é tudo muito bonito, mas tem uns momentos que podem te deixar sem chão. 

Episódio dois já é bem mais tranquilo, fez até eu achar que nada de ruim aconteceria. Pois temos novas personagens surgindo, temos uma exploração do mundo mostrando seus altos e baixos. Como é dividido cada categoria de magia e como você é bem ignorado se não estar em um ranque alto da magia, no entanto o episódio dois é bem mais do menos. Agora o episódio três e quatro é pra dar na cara da gente e desistir da ideia de que é só um slice of life, pois isso não é coisa normal do dia a dia de ninguém, mesmo que esse alguém venha ser uma bruxa. 

Eu fiquei muito e muito angustiado assistindo a primeira parte do episódio, onde a Elaina encontra um jovem mago que está juntando felicidades das pessoas pra mostra pra garota que ele gosta, que é por sinal a escrava da família deles, porque dizer pra mim que não é escrava, mas sim serva não cola, eu fiquei o episódio inteiro achando que o maluco faria algo ruim, e quando o pai dele apareceu ai que eu fique achando que iria ter mó tensão no ar, mas acaba que no fim não é nada demais, é só a ideia que o episódio queria passar, o mago realmente gosta da escrava, e o pai não é tão vilão assim, pelo menos eu espero… 

O episódio quatro é talvez um dos mais tensos até agora, pois é sobre uma princesa sem súditos, todo o reino está destruído, só o castelo de pé e só pessoas com magia conseguem entrar, já achei tudo isso mega estranho, ai vem toda a história ruim, a bruxa que mora nesse castelo é realmente a princesa do lugar, o reino na verdade foi destruído pelo pai dela, que era um rei normal mas foi amaldiçoado por ela. Porque ela se apaixonou pelo padeiro do reino, e tiveram um filho, ai o rei que por sinal é bem babaca, mandou matar o cara… Olha as ideias desse anime cara. Ela com raiva se vingou do pai transformando ele em um monstro e fazendo ele matar todos os súditos dele, o que me faz pensar que ela é tão vilã quanto o pai. 

No fim, esses quatro episódios só me fizeram entender que esse anime não é um slice of life qualquer, não vá assistir achando que vai ser tudo tranquilo, não vou mentir que eu assistir os episódios e me senti bastante incomodado, não sei bem o motivo, mas foi um mal estar tremendo, talvez porque eu fiquei esperando algo de ruim acontecer com a personagem e não acontecia nada e ao mesmo tempo tinha cara de que aconteceria… 

Agora se você quer assistir mesmo assim, ai é com você mesmo, eu até recomendo assistir depois Flying Witch que trás uma paz boa pro coração. 

Precisamos Falar sobre Majo no Tabitabi Precisamos Falar sobre Majo no Tabitabi Reviewed by Edson N B Junior on 19:25 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.