Falando Sobre Anime - Shuumatsu no Valkyrie




E cá estamos nos com esse quadro que só volta pro blog quando eu assisto o anime inteiro de uma vez só, sempre por acaso, já que se eu planejar escrever um anime pra esse quadro sai tudo estranho. E o anime da vez é um que eu ouvi que iria ser produzido e do nada netflix joga ele nos nossos peitos, não sei nada sobre a obra, não li mangá e nem li sobre. Apenas sentei e assisti tudo. 


Shuumatsu no Valkyrie:


A cada 1.000 anos, as divindades se reúnem sob o conselho de Valhalla para decidir sobre o direito da humanidade de continuar vivendo, ou por sua destruição, porém desta vez os deuses estão furiosos com o descaso humano para com o planeta, pendendo assim para aniquilar toda a raça humana, porém uma única valquíria os convencem de realizar o Ragnarok, uma batalha mortal entre humanos e deuses para decidir sob sua sobrevivência, 13 humanos enfrentarão 13 deuses. Serão estes humanos capazes de colidir com as poderosas divindades?


Questões técnicas:


É um anime bem bonito e muito bem animado, até porque estamos falando do estúdio Graphinica que está fazendo um ótimo trabalho, colocando cenas estáticas e lutas bem encaixadas, cores vivas também e nada bem estilo "LSD" pra geral ficar doidão, as cenas estão todas rolando nos momentos certos. Além de que o estúdio tem um histórico bom de animes de lutas com armas. 


Uma ideia bem original e que mesmo parecendo bem clichê eu nunca vi alguém trazendo esse pensamento de como seria uma luta entre deuses e humanos, sempre um do lado do outro e nunca um contra o outro e eu confesso que gostei muito da ideia, mesmo que a forma como foi colocada deixou a desejar bastante. 


O que achei:


Eu já vou adiantar que não li o mangá e já descobri que nele tudo é muito melhor, mas, ainda assim, como falei o plot dessa história está bem legal de se assistir. Vi muitos comentários negativos sobre duas coisas que irie comentar agora, uma delas sobre essas cenas paradas que mais parecem “slides” do que animação, que pra mim não vejo como defeito, muito pelo contrário eu gostei dessa jogada que o anime trouxe, sai um pouco da curva dos genéricos. Outra coisa também que vejo reclamações é sobre a enrolação das lutas, demora pra apresentar os personagens, fica fazendo flash back da vida de cada um e as lutas são todas enroladas… Bem para um fã de One Piece cujo as histórias são bem detalhadas e pra quem assistiu Dragon Ball onde as lutas levam seis episódios, nada nesse anime me incomodou. 


Na verdade, algumas coisas sim, pelo que parece vai ter treze lutas ou quem chegar a sete vitórias primeiro ganha. E como nessa primeira temporada tivemos só três lutas, eu estou tentando entender que ou o anime vai ter mais de três temporadas ou a segunda temporada vai ser corrida o que confesso não gostar muito dessa opção. 


Dessas três lutas, eu tenho que ser sincero em assumir que a segunda foi a melhor pra mim, talvez por não conhecer tanto da história chinesa onde teve esse herói que lutou primeiro ou não conhecer bem a história japonesa pra saber melhor do último personagem. E claro que me identifiquei mais com a segunda luta, tendo o Adão descendo o cacete no Zeus. 


Falando de uma forma bem geral sobre essas lutas, a primeira pra mim foi a única “verdadeira” Thor que é um deus muito forte, lutando contra um humano muito forte, uma luta nua e crua e que o humano só perdeu pelas limitações do corpo e que ainda assim aceitou a morte de bom grado. Ai vem a segunda luta onde Adão surgiu e foi incrível mesmo com todos esses poderes surgindo, e que acabaria bem, se o autor não batesse o pé e falasse que queria o Zeus ganhando, ele levantando e mudando de forma foi algo tão ridículo que eu quase dropei o anime, não fazia sentido aquilo e eu realmente não aceitei o resultado daquela luta. 


Já a terceira luta, colocar um cara que perdeu a vida inteira, porém sempre estudou seus oponentes e colocou em sua cabeça que já que ganhou na cabeça, ganhou na vida real é algo fora do comum, ai do outro lado me mete um deus marrento e que se acha tão incrível que não dá o máximo de si na luta, nessa hora não vou mentir que fiquei curioso pra saber de onde que o autor tirou essas histórias do Poseidon pra criar essa personalidade sem pé nem cabeça. Foi uma luta bem nada a ver e a vitória pros humanos só saiu por pena mesmo, pois já que falei a única luta real que aconteceu foi a primeira mesmo. 


Mesmo com tudo isso, o que mais está me prendendo em assistir esse anime é a forma como conta a história dos personagens, além do narrador quem nem precisava está lá, mas se sair vai fazer falta, pois me acostumei. 


Minha nota para o MAL:


Eu dei uma nota 5. Um anime como falei com uma ideia inovadora, no entanto muito mal colocado, mesmo com uma animação “ok”, não soube entregar tudo, lutas fracas e mesmo contando a história dos personagens, não colou pra mim. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.