As olimpíadas despertaram o esportista dentro de mim




Eu sempre fui muito fã de jogos olímpicos, porém nunca me vi preso assistindo todos os esportes, na verdade fã é uma palavra bem forte, eu só gostava de ver o vôlei mesmo, pois era o esporte mais "próximo" pra mim já que era a única coisa que eu fazia na educação física da escola, já que futebol era um esporte bem agressivo, tenho quase certeza que alguns alunos guardavam todo rancor da adolescência e descontava nas partidas do recreio, pois era cada chute e cada tronco que os amiguinhos faziam entre si que talvez até ser gandula era profissão de risco. 


Então por sempre ser bem da turma do vôlei e aparentemente por pura magia todas as vezes que eu ligava televisão no final de semana que o Brasil estava jogando o nosso time sempre ganhava, eu fui adquirindo um amor pelo esporte, hoje realmente sou fã e torço não só nos jogos da seleção como em jogos aleatórios pelo mundo, sabe aquele seu amigo que assistir futebol europeu e fica gritando pra televisão e você nem entende porque raios ele está torcendo para um time de outro país, então, eu sou esse seu amigo, só que com vôlei.  Apenas pontuando que eu sou baixinho, tenho apenas 1,64 e por isso sempre joguei de libero, pois os anões também tem direitos de se diverti. 


Porém meus olhos saíram um pouco do vôlei em 2016, com as olimpíadas aqui no Brasil e eu comecei acompanhar um pouco de tudo, até coisas como handebol que eu achava ser só um esporte criado pelos professores pros alunos passarem o tempo livre, ginastica e todas essas coisas que eu tento entender mas não consigo e ainda assim gosto de ver, e agora em 2021 temos surf que eu fiquei abismado com a galera dando pirueta com a prancha, eu achava que as competições era só ficar em cima da prancha e pegar uma onda da hora. E por fim temos também o skate o que realmente moveu uma galera, todo mundo agora que ser skatista, cadê a galera raiz que fugia da policia e bebia vinho barato? Pois sim meus amigos não é só na praça da sua cidade não, todos temos um grupinho da skate que usa all star e bebe vinho barato. 


Voltando pro assunto do post, sim estou vidrado nas olimpíadas, devido o trabalho não estou conseguindo acompanhar tudo, mas boa parte dos jogos e das competições estou vendo assim, ou pelo menos as competições que os canais livres estão transmitindo pois é sem condições de algum dinheiro sair do meu bolso pra um serviço de streaming. E o mais legal de ser no Japão é que quando os apresentações calam a boca, dá pra ouvir a musica de fundo, esses dias ouvi Cry Baby, abertura de Tokyo Revengs na prova de ginastica. Assim como falaram de abertura de Haikyuu tocando no time de vôlei japonês, que deve dá por sinal uma inspiração pros jogadores claro se algum deles assistir o anime 


Confesso que estou quase caçando um esporte pra praticar e tentar ir pra França em 2022, claro que sem chances de isso acontecer, já que não gosto de correr, então nada te futebol, vôlei, handebol, basquete ou atletismo, tenho medo de machucar algum osso do meu corpo, então fora de questão o skate e todas as lutas, nadar então nem com boia pra não afundar, adeus pro surf e natação. O que me resta seria arco e flecha ou aquele de tiro, porém vou ter que usar óculos pois minha visão piorou e eu nunca tive uma mira boa. No fim não me resta nada eu acho, mas minha torcida pro Brasil continua de pé. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.