Primeiras Impressões - Kemono Jihen


Cá estamos nós com mais um anime que eu não coloquei na lista, e acabei pegando pra assistir já que eu não tenho amor a minha vida social, porém venhamos e convenhamos que estamos com uma pandemia, ninguém tem vida social.

Kemono Jihen:
 
Estranhas mortes de animais começaram a surgir em uma vila isolada nas montanhas. Inugami, um detetive de Tóquio especializado em casos sobrenaturais, decide ir investigar o que está acontecendo no lugar. Chegando na vila, ele conhece Dorotabou, um garoto quieto que passa seus dias nos campos em vez de ir para a escola. Durante sua investigação, Inugami é atacado por um Yokai de lama, sendo salvo por Doratabou. Inugami então percebe que os casos de matança de animais são apenas um dos mistérios…

Questões técnicas: 

Um anime muito bonito e bem animado, algumas coisas me incomodaram em alguns pontos bobos, mas estamos falando de alguém que fica caçando erros em tudo. Gostei da escolha pra diretor é um cara que sabe bem trabalhar lutas e fantasias, assim como o estúdio que não é um estúdio novo, mas com bastante experiência nas costas. Abertura e encerramento bem mais ou menos. Nada que aumente o hype do anime. Agora o ponto principal desse anime são duas coisas que são metade por causa do diretor e metade do estúdio, são as cenas livres, de paisagem e ambiente, lindas cenas com uma trilha sonora pra cada uma, esse anime usou muito bem de trilha sonora e cada música bem encaixada, esse é o ponto alto do anime em questões técnicas, vamos saber mais da história.

O que achei:

É possível sentir raiva de uma criança? Aquela vontade louca de descer o tapão na cara dela? Pelo menos foi o que eu senti assistindo esse primeiro episódio com aquele moleque lá Yataro, porém o protagonista fez isso por mim e já vale muito toda raiva que senti. Protagonista esse que é de aplaudir de pé como alguém consegue ser tão calmo e aceitar ouvir insultos um atrás do outro, eu, pelo menos, cheguei a conclusão de que não é que ele aceita, apenas desistiu de questionar ou tentar retrucar quando alguém falar dele, por isso simplesmente ignora. 

Inumagi um dos nossos protagonistas, me chamou bastante atenção, achei que seria mais um dos personagens babacas ou famosos charlatões que só fingem ser o que não é, só que esse estereotipo não aconteceu, o cara realmente é alguém surpreendente e forte, não tão forte quanto nossa criança prodígio apelidado de Doratabou que mais pra frente sabemos que seu nome é Kabane.

Não vou entrar aqui em detalhes sobre os poderes ou formas que o anime também, deixarei isso para zona de spoiler, o que quero finalizar como minha opinião é a forma como o anime conseguiu trazer um personagem cheio de problemas e indecisões no coração, Kabane carrega uma dor muito maior e nem precisou explicar tudo pra saber o quanto tempo ele vem sofrendo, quando ele aceita o que o Inumagi fala pra ele é de corta o coração, mas você vê em seus olhos que ele simplesmente está feliz com aquilo. Complicado você pensar naquilo e não ficar sem palavras. 

Zona de spoiler: 

Vamos pincelar aqui os poderes dos dois personagens que até agora apareceram. Temos Inumagi que é um meio humano meio Kemono e tem uns poderes de materializar armas? Ou é algo assim pelo que pareceu, além do Kabane que é um meio humano meio ghoul cujo os poderes além da imortalidade com acidentes e tiros também tem uma força sobre-humana e consegue transforma metade do corpo em um ser grandão e forte, na verdade conseguir é uma palavra forte, foi algo que aconteceu lá na hora. Até agora são esses dois, porém no encerramento já mostrou outros personagens com poderes únicos. Gosto muito quando os animes trazem essa cultura japonesa junto em suas obras. 

Quando falo que sinto raiva do Yataro é por ele ser mega babaca com o Kabane nesse episódio, além de falar coisas ruins pro garota e fica praticando aquele bullying maroto, porém quando ele contou que no passado, com apenas 5 anos de idade ele matou o Kabane empurrando ele contra um valão, mano que personagem desprezível e nojento, é repulsivo saber que ele fez isso e age naturalmente. Assim como a dona do lugar, a mãe do Yataro que pagou para Inumagi matar o próprio sobrinho que foi confiado nela pra protegê-lo e cuidá-lo. É surreal saber que há gente assim. 

Minha nota para o episódio:

Vou dá 5 Cachecóis, começo meio devagar e parece que não vai acontecer muita coisa, ai metade do episódio começa ficar interessante e no fim dele é só alegria, parece que vai ser aquele tipo de anime que costuma escalar na história, começa devagar e vai melhorando para no final entregar um trabalho perfeito. Talvez um bom shonen, sei que é policial e mistério, mas as lutas parecem ser boas. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.