O trisal vai dominar o mundo


Eu sinto as vezes que tenho alma de velho, ou as novidades e modernidades do mundo ainda não chegaram ao meu consenso e em todo o meu meio social, então como um Trisal ainda é algo que me deixa muito perdido, pois quem está pegando quem? Quem ama mais quem? Ou quem faz o papel tal? Não digo como preconceito, quero mais que todo mundo seja feliz, porém é só a mais pura ignorância mesmo fazendo presença no meu ser. 


Esse termo, ou melhor, toda essa ideia de trisal começou com o tik tok, pois eu acho que já comentei aqui, que eu tenho um leve vicio em assistir vídeos no tik tok, esse aplicativo com certeza está batendo na linha de consumo da minha internet, só não gasta mais bateria do que meu aplicativo de livros pois é outra coisa que perco um dia se deixar. Podemos dizer que sou um jovem intelectual que gosta de futilidades ou só ignoramos essa observação e continuar com o post? Ok, vamos continuar...


No tik tok, eu comecei assistir bastante vídeos tirando sarro dessa ideia de trisal, mostrando casais atraindo uma pessoa nova pra relação, e assistir mais desse conteúdo começou aparecer mais e mais coisas dele, até que eu me vi sabendo bastante desse meio de relacionamento, onde tem vários vídeos da galera explicando o que é, ou como funciona a relação, no começo única coisa que passava na minha cabeça era "O lado bom é que as despesas agora é dividida pra três né". 


Não vou mentir que é algo bem diferente pra mim, criado com uma ideia de só duas pessoas juntas, mas que não vou descarta que deve ser uma experiência muito louca. Eu não descarto essa experiência, porém minha namorada já descartou, pois na cabeça dela não faz sentindo eu estar com ela e dizer que amo outra pessoa também? O que seria muito estranho pra mim no começo, no entanto, a janela de benefícios disso é algo muito valido pra se pensar. 


Partindo agora para o mundo dos animes, pois cada post sempre tem um anime como base, eu comecei a entender mais desse mundo com o anime Kanojo mo Kanojo, que acertou em cheio sendo lançado nesse ano, onde explodiu bastante todo esse universo, para nós que não sabíamos de nada, Kanojo mo Kanojo é um anime de comédia que trás bem esse pensamento, de como seria um relacionamento a três, e não vou mentir que é até que bem engraçado, consegue pontuar muitas dúvidas e sanar elas na base da comédia, como por exemplo o sexo, o que talvez seja o maior pensamento de quem pensa em trisal, ou divisões de tarefas, caso o trisal more junto e dai por diante... O único defeito desse anime é que virou harém, tudo estava indo tão bem, porém como o ditado já diz e eu vou até que alterar ele um pouco: Um é bom, dois é melhor, três é incrível, mas o harém... o harém mata... 


Duvido muito que essa onda do trisal vai acabar, assim como a ideia de héteros, gays, lésbicas e todas as outras orientações sexuais, daqui alguns anos ou a galera vai ser bi, ou a galera vai ser todo resto, os héteros vão ser uma minoria os cientistas dizem isso também, fonte? a da minha cabeça, e voltando para o trisal, eu acho que a tendência é cada vez mais essa ideia de relacionamento expandir para todos, daqui a pouco vai surgi mais um termo para agora uma relação com quatro pessoas, onde eu já digo que até existe um termo, é o suruba...

Um comentário:

  1. Então Hiro, tecnicamente, já existem termos para pessoas que se relacionam com mais de uma pessoa ao mesmo tempo, se chama poliafetivo, independente do número nesse relacionamento.
    Quando nós crescemos ouvindo e vendo em todos os lados o mundo como uma relação monogâmica é realmente difícil entrar na nossa cabeça, e quanto a isso não é culpa de ninguém na nossa geração, é uma construção cultural mais antiga que nossos avós, e só nos resta aprender mais sobre, não para aderir, mas para entender e eliminar preconceitos advindos justamente dessa construção social, não só monogâmica, como heterossexual. E no mais, além disso, quanto a "quem gosta mais de quem" e esse tipo de questão, ela é irrelevante, porque a ideia da poliafetividade é justamente a de que o ser humano pode (ou não) amar, e o mesmo vale para amar mais pessoas de uma vez, a forma como se relaciona com as pessoas virá a ser livre como já é para muitos, mas isso não anula um relacionamento entre duas pessoas apenas, como eu disse, são as formas de relacionar plurais, cada um conhece seus limites quanto a isso, seja por questão própria, seja por uma construção social, ninguém é o rei da desconstrução mental e social a ponto de da noite para o dia virar uma chave e decidir que quer ter mais um relacionamento, como adultos sabemos que não é simples assim.
    Eu pessoalmente estaria aberto ao formato poliafetivo, como pansexual na fase adulta eu por padrão já assumo certas posições voltadas a certas coisas, então acho que a ideia é essa, não pensar muito, só curtir com a(s) pessoa(s) que tu gosta.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.