Por que deixamos de sonhar?



Todo mundo já foi uma criança sonhadora e isso é algo inegável, quando criança com os olhos fofos e inocentes, pensávamos em mil coisas diferentes sobre mil situações diferentes, mas ai a vida adulta vem e acaba com a gente.

Para alguns a vida adulta vem mais rápido do que para outros, eu por exemplo tive que começar a entender ou me força a entender como funcionava o mundo com 13 anos de idade, quando meu pai passou por algumas cirurgias e ficou quase que um ano internado entre idas e vindas no hospital, então desde bem novo eu sempre tive que ficar com meus irmãos mais novos. E com meus 14 anos eu já queria também ter meu dinheiro então eu mesclava trabalhar, ajudar nos afazeres de casa e estudar. Obvio que não era algo com a realidade de muitos que não tem direito de escolha e é só jogado no mundo para sustentar a família, eu sei disso e eu entendo bem da situação que vivemos no Brasil, o que eu quero dizer é que desde os meus 13 anos eu já entendo que a vida não é só sentar e vê desenho.

Trazendo então esse pensamento de que a vida não é esse campo de rosas floridas, eu comecei a percebe que sonhar com um futuro fantasioso não seria algo que me levaria para frente e sim só me tranquilizar nos momentos de tristeza, pois as vezes a gente só quer também fechar os olhos e imaginar uma vida plena né?

Quando criança eu queria muito ser um arqueólogo, tentar descobrir ou encontrar algo que fosse abalar o mundo e que deixaria todos completamente surpresos. Pois bem, não aconteceu, e até que está tudo bem sobre isso. A vida me fez ir para o lado dos laboratórios, eu tive que vê a situação como um todo e escolher ajudar a família com um trabalho que nunca vai deixar de ter vaga, ou correr atrás de um sonho. Para aquele que não precisa ajudar em casa, tem pessoas dependendo de ti, viver um sonho é algo fácil, mas quando você faz 18 anos e percebe que quando você tinha 14 anos e o dinheiro que recebia era só pra você e agora o dinheiro que você recebe tem que ir para casa pois você é a única fonte de renda dela… Cai sua fixa de que a vida não é como queríamos.

Mas também não vamos ser amargurados né? É o que eu falo, existe três áreas de trabalho que devem muito ser exploradas por aqueles que querem dinheiro: Saúde, educação e alimentação. Pois todo mundo tem fome, fica doente e precisa estudar, então sempre vai ter uma vaga em algum lugar. E como eu não queria viver minha vida tentando juntar migalhas eu corri pra área da saúde com o único intuito de ganhar dinheiro e acabei me apaixonando. Trabalhar em laboratório tem sido uma das coisas que mais amo na vida, hoje me traz um retorno financeiro que eu não esperava, consigo viver uma vida agradável e já criei expectativas de avançar mais na minha área.

No entanto, por qual motivo as vezes me sinto tão vazio? E talvez só agora que o título desse post vai começar a fazer sentindo. Eu já tenho três anos de trabalho em laboratório, engatando agora para o quarto ano, falta dois anos pra termina faculdade de biologia e mesmo assim eu sinto que se vier alguém e falar “Toma aqui, desiste de tudo e vai viver aquele seu sonho de criança” eu chuto o balde e vou correndo atrás. As vezes eu sinto que estou estagnado, preso numa cúpula que eu mesmo me coloquei, quero viver uma vida agradável e como eu falei eu até vivo, mas tem horas que eu sinto que eu poderia ser mais... É louco quando bate essa crise na nossa cabeça, pois como ser humanos nunca estamos satisfeitos, nossa ambição sempre vai fazer a gente querer mais.

Eu não tenho uma resolução para esse post, é apenas uma pergunta sem respostas mesmo, pois eu escrevo isso com a intenção de tirar da minha cabeça esse pensamento chato que acabou de cair sobre mim, acontece com uma constância enorme só que dessa vez eu decidir colocar pra fora, pois sei que não sou o único que passa por isso, o único que fica se sabotando pois nunca está satisfeito com nada e fica se remoendo por não viver um sonho de infância mesmo tendo uma vida boa nos dias atuais… Louco né? Bem vindo a vida adulta.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.