Todos nós precisamos de uma pausa



Opa, licença, licença, deixa só eu tirar as teias de aranha de tudo isso aqui, ligar a luz da casa, abrir as janelas pra fazer algum ar decente dá vida ao lugar novamente, pois mais de um mês longe daqui eu tinha que começar já fazendo uma faxina. 

Sabe, a vida adulta dá uma dessas, eu chego brincando pra descontrair, porém quantas vezes a gente só some do nada e volta como se nada tivesse acontecido? Quanto mais velho fico mais percebo que os meus costumes de adolescentes começam a ficar não tão interessantes e as obrigações da vida adulta começam a gritar, ou as minhas tristezas que antes eram levadas para o mar do esquecimento com animes e mangás, hoje em dia são jogadas nesse mar com muito trabalho e estudo pra faculdade… E é disso que falaremos hoje. 

Eu precisava de um tempo. Não só do Otaku de Cachecol, mas sim de tudo, precisava respirar fundo sobre a vida, sobre tudo que já conquistei e quero conquistar, sobre os meus relacionamentos, as pessoas que digo que amo, as pessoas que já não amo mais, eu precisava realmente de um tempo,  pra colocar algum sentindo na vida. Já que eu nunca fui o cara que improvisa em nada, sempre gostei de planejar cada segundo do meu dia, da minha semana, tudo tem uma agenda e uma lista, porém em contrapartida disso eu sou uma pessoa muito impulsiva em relacionamentos, eu me jogo do quinto andar do prédio quando começar a gostar de alguém, porque eu entendo que o amor dá uma dessas na minha vida, depois de ficar 8 anos namorando e casado com alguém, eu imaginei que viver a vida de solteiro seria algo assustador e que eu iria me “estragar” ficando com várias, porém me apaixonei na primeira que encontrei, dei todo amor do mundo e… Aconteceu o pior, eu acho muito que a culpa deve ter sido minha, eu sou muito grudento e a pessoa talvez não tenha tido paciência pra aguentar isso, porém é uma outra história. 

Então solteiro novamente, eu decidi tirar um mês de férias de tudo, não escrevi aqui, não comecei nenhum anime, não li livros, apenas refleti na minha vida, pois eu sabia que encontraria outra garota, mas tinha medo de dedicar novamente todo meu tempo, carinho e amor e ser jogado de lado, porém atualmente não é o que está acontecendo, pois sim meus amados leitores eu estou com alguém, não namorando, apenas conhecendo, mas vai que essa é a certa né? Eu pareço realmente um adolescente apaixonado eu já sei disso, e eu no auge dos meus 24 anos de maturidade, entendi que sou aquele tipo de pessoa que não serve pra estar sozinha. E muitos irão me julgar, mas sou alguém que dependo de estar com alguém para ser feliz, minha felicidade é baseada no quão feliz eu consigo fazer alguém ser, o que ocasiona também uma tristeza animal quando sou chutado ou descubro uma traição.

Mas ai falar sobre ser chutado e traído é assunto para outro texto também. No geral eu quero dizer para vocês que eu sumi, precisei respirar pois sai de um casamento e entrei em um relacionamento, dediquei tudo e acabei terminando ele sem mais nem menos, então essa bomba de informação no meu peito me fez suplicar por um momento de paz. E cá estou eu voltando desse momento, não vou dizer que mais maduro, menos impulsivo ou coisa do tipo, estou já me jogando novamente nesse novo relacionamento que estou, pois levo para o coração a ideia de que se der ruim, vai ser triste, porém se o relacionamento for para frente vai ser uma história muito boa para contar para meus filhos… 

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.